De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo em reportagem publicada nesta quinta-feira, 12, um homem teria ligado para o Senado e avisado que o Senador Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais e que preside a legenda no país, poderia ser alvo de um atendado terrorista. A ameaça foi revelada enquanto aconteciam os discursos dos Senadores que decidiram mais tarde pelo afastamento de Dilma Rousseff da presidência. A polícia chegou as informações e decidiu ampliar a segurança de Aécio, que está sendo escoltado agora por policias civis. 

A revelação da ameaça aterrorizante foi feita através de um serviço conhecido como "Alô Senado".

Publicidade
Publicidade

Na ligação, um homem com bastante educação diz que fala de Betim, em Minas Gerais. Ele explica que tentou falar com o Departamento da Polícia Civil de Brasília, mas que não estava conseguindo a mais de um dia. Em seguida, ele pede para que a atendente anotasse uma informação e que a enviasse para a Polícia Civil da região. Assim foi feito. Não se sabe ainda se o telefonema possa ter sido um trote. No entanto, com o grave momento de crise política e econômica pelo qual o Brasil passa, todo cuidado é pouco. 

Em seguida, ele disse que poderia ser feito um atentado no Palácio do Planalto. Ele explicou que não conhecia nada da região, mas que teria um Fiat Pálio perto da Esplanada que poderia conter alguma ameaça. O home, inclusive, teria passado o número da placa no veículo. Em seguida, o denunciante conta que o suposto veículo teria sido roubado em Minas Gerais e que acreditava que o principal alvo seria Aécio Neves. 

A atendente então, um pouco confusa, questiona se o alvo seria o Palácio do Planalto ou o Congresso Nacional.

Publicidade

O denunciante então explica que é o Senado. Ele diz não ter 100% de segurança sobre a informação, mas que parece que o atentado seria realmente contra o Senador Aécio Neves. O tucano ainda não comentou a ameaça, mas segue com segurança reforçada. O nome do denunciante também não foi identificado. Lembrando que nesta quinta, durante o primeiro discurso de #Michel Temer como presidente em exercício, um grupo chegou a tentar invadir o Palácio do Planalto.  #PT