O Partido dos Trabalhadores (#PT) definiu nesta terça-feira, 17, como serão os próximos agora que a presidente Dilma Rousseff foi afastada do #Governo. A legenda publicou uma resolução, na qual permite, por exemplo, que candidatos a vereadores e prefeitos possam fazer parcerias com o PMDB ou figuras ligadas à legenda, que é a mesma do presidente em exercício Michel Temer, a quem o PT chama de "golpista". A resolução vale para estas eleições municipais. O documento ainda faz críticas contundentes à Dilma, embora diga que #Impeachment sem base legal é "golpe".

Segundo o Partido é necessário fazer uma avaliação dos erros cometidos pela petista.

Publicidade
Publicidade

A legenda diz que Dilma provocou um esgotamento da economia. As alianças formadas por Rousseff também viraram motivos para as críticas, assim como a principal investigação do momento, a Lava Jato, chamada de crucial para o "golpe". O PT diz ainda que esses erros aliados à Lava Jato e forças que querem chegar ao poder acabaram deixando o grupo partidário fragilizado e que agora era necessário reverter isso.

De acordo com a Folha de São Paulo, interlocutores do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva dizem que ele vai trabalhar tentando reverter os votos contra Dilma na votação no Senado. Depois de ser visto como "desacreditado" e "abatido" na quinta-feira, 12, quando Lula participou do primeiro discurso da presidente após o afastamento, ele agora tenta correr atrás do tempo perdido.

Publicidade

Até então, o objetivo inicial do petista era evitar que o processo passasse na Câmara dos deputados e mais tarde no Senado, mas a ordem agora é tentar até o fim. 

Avalia-se que o governo de Michel Temer está com muitos erros de comunicação e disse me disse. Por isso, acredita-se que uma possível insatisfação popular poderia levar a muitas manifestações e uma reconsideração dos Congressistas em retirarem Dilma do poder. Ainda assim, o jogo para Dilma está difícil. 4 Congressistas não votaram e ela ainda teve um voto a mais do que o necessário para a deposição.