A atriz Letícia Sabatella decidiu se solidarizar ao colega da TV Globo, Marcelo Serrado, que tem sido alvo de protestos online por ter apoiado o #Impeachment da presidência da república Dilma Rousseff. Ele tem sido acusado de ajudar a extinguir o Ministério da Cultura. Em um texto enviado ao ator publicado neste sábado, 14, ela comenta brevemente a polêmica que tomou conta da internet. Sabatella, que chegou a subir nos palanque da petista para ser contra ao que chama de "golpe". Na publicação, Letícia diz que Marcelo sempre foi um homem muito gentil e que sente saudades dele. 

Em seguida, a polêmica atriz diz que está triste pelo fato do Brasil está mergulhado em confusão e ódio.

Publicidade
Publicidade

A profissional da dramaturgia disse ainda e o "golpe" demonstra uma falta de ética e que ser adulto nessa fase deixa tudo ainda mais difícil. Os protestos contra o fim do Ministério da Cultura começaram ainda na quinta-feira, 12, quando o presidente em exercício Michel Temer fez seu primeiro pronunciamento e amostrou sua equipe Ministerial. Como uma medida simbólica para diminuir o poder do estado, ele extinguiu alguns Ministérios. Um deles foi justamente o da Cultura, que foi integrado ao da educação. 

Após a pressão de artistas, o peemedebista decidiu criar um secretaria em separado, na qual uma mulher deve assumir o cargo. Dessa forma, a crítica a falta de mulheres do governo do membro do PMDB também seriam diminuídas. 

Letícia diz que teme pelo o que será feito contra os mais pobres e também com a cultura brasileira.

Publicidade

"Nunca imaginei que a maldade pudesse entrar tão arrogada nas mentes das pessoas", escreveu ela, que ainda revelou ter saudade de um tempo onde só pairava a delicadeza entre as pessoas. Em entrevista ao Globo, Serrado evitou comentar a polêmica, mas disse que essa arrogância vista neste momento era algo muito triste. Ele lembrou que o governo de Dilma já propunha mudanças na pasta da Cultura, podendo, inclusive, acabar com a Lei Rouanet. Marcelo ainda citou o fato de que uma Secretaria poderia ser criada por Temer.  #PT #Lula