O presidente em exercício, Michel Temer, deu sua primeira entrevista para um programa de televisão depois que a presidente Dilma Rousseff foi afastada. Ele foi entrevistado pela jornalista Sonia Bridi, no 'Fantástico'. Logo no início da conversa, uma pergunta de ordem pessoal e governamental ao mesmo tempo, qual seria o papel de Marcela Temer, esposa do presidente interino, no novo #Governo. De acordo com o peemedebista, Marcela, que é 43 anos mais nova que Michel - ele tem 75 e ela 32 anos - será convocada para a área social. Tal tarefa é muito comum entre as primeiras-damas. Nos Estados Unidos, por exemplo, Michelle tem tido bons resultados nesse quesito, aparecendo bem mais do que muito político do governo Barack Obama. 

Durante a entrevista dada ao 'Fantástico', diversas manifestações foram feitas em todo o país.

Publicidade
Publicidade

Assim como acontecia com a presidente afastada Dilma Rousseff, Temer foi alvo dos famosos "panelaços", tão criticados pelos "petistas". De acordo com informações do jornal O Globo, o "panelaço" aconteceu em regiões como Niterói, Brasília, Porto Alegre, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Gritos de ordem também puderam ser ouvidos em bairros dessas regiões. 

Por conta do excesso de trabalho de Michel, Marcela só tem se encontrado com o marido aos fins de semana. Os dois tem um filho juntos, Michelzinho, de sete anos. Enquanto Temer age a política em Brasília, Marcela cuida do filho em São Paulo. Em recente entrevista à Veja, ela foi classificada como 'Bela, Recatada e do lar'. "Ela é capacitada. É advogada", disse o presidente interino ao ser questionado se Marcela teria alguma formação no social. 

O 'Fantástico' quis saber ainda se ele iria se mudar totalmente com a família para Brasília.

Publicidade

Ele respondeu então que isso só iria acontecer se ele ocupar de vez o cargo de chefe de governo, não mais como interino. "Marcela tem muita preocupação com as questões sociais", disse o peemedebista ao citara esposa com quem se casou em 2003, alguns anos antes dele assumir a vice-presidência no primeiro governo Dilma.  #É Manchete! #Michel Temer