A crise na política brasileira está fazendo personalidades de diversas áreas de pronunciarem. Até mesmo os artistas estão fazendo discursos sobre o que acontece no país. Na foto, selecionamos profissionais da dramaturgia que pensam de maneira diferente. Do lado esquerdo, aparece o ator Sandro Rocha, conhecido por ter feito um policial militar (Major Rocha) corrupto no filme 'Tropa de Elite', um dos maiores sucessos do cinema brasileiro. Do lado direito, o ator José de Abreu, que defende veemente o Partido dos Trabalhadores (PT) e chegou a se meter em uma confusão com um casal em um restaurante japonês de São Paulo.  Após ser chamado de ladrão e acusado de usar a Lei Rouanet para se defender, Abreu cuspiu em um casal.

Publicidade
Publicidade

Já Sandro Rocha parece feliz com o governo do presidente em exercício Michel Temer, que começou sua gestão nesta quinta-feira, 12. Uma das medidas dadas pelo peemedebista para gastar menos e fazer o chamado 'Estado Mínimo' foi diminuir o número de ministérios. Para fazer a redução, alguns outros precisaram ser extintos. Um deles é o da Cultura, que agora faz parte do da Educação, mas que depois de críticas pode virar uma secretaria separada, com mais poder e foco nas questões culturais. O ator de 'Tropa de Elite' foi a favor da extinção do Ministério. Ele usou uma rede social para fazer a defesa do modo de Temer governar. 

O ator do longa de maior bilheteria do cinema nacional fez um desabafo, dizendo que a pasta "já foi tarde". De acordo com ele, o Ministério ao invés de promover questões culturais era uma rede de "mamatas", fazendo o benefício de seis ou sete pessoas.

Publicidade

Em seguida, ele fez duras acusações na hora da aprovação de projetos. Segundo Sandro, a aprovação só ocorria com o famoso "QI", quando alguém importante dá o aval, ou pior, quando acontecia pagamentos de propina. A dificuldade em lidar com o benefício fez o produtor cultural desistir de algumas de suas ideias. 

O desabado continuou e chamou o trabalho do agora extinto Ministério da cultura de ilusão, farsa. "Quem está gritando é quem comia desta fonte !! ACABOU !! Quer ganhar dinheiro ? VAI TRABALHAR VAGABUNDO !!”, digitou ele parecendo bastante irritado.  #Impeachment #Michel Temer