A brutalidade de alguns crimes chocam pelos seus atos contra pessoas inocentes. Em muitos casos, a vítima nem tem como se defender das garras de bandidos e assassinos, que agem friamente na execução de seus planos ilícitos. Uma ação dessas pode devastar uma família inteira. Foi isso que aconteceu com uma garotinha de 11 anos, que foi violenta sexualmente por cinco pessoas, e como se não bastasse, a cena foi gravada pelos acusados.

Um #Crime de #Estupro de vulnerável foi registrado na terça-feira (10), no Recanto das Emas, no Distrito Federal. A vítima foi uma criança de 11 anos, que sofreu um estupro coletivo por cinco pessoas. Os acusados são quatro adolescentes, dois de 17 anos, um de 13 e o outro de 15 anos, e um homem identificado como Wesley da Silva Dias, de 20 anos. Todos foram presos pela polícia. Segundo informações da polícia, a menina tinha um relacionamento com um dos adolescentes, de 17 anos, que mora na residência onde aconteceu o abuso.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima foi obrigada a praticar sexo com o namorado, com Wesley e outro adolescente ao mesmo tempo, enquanto os outros dois assistiam o abuso. Toda a cena foi gravada pelos acusados por um aparelho de telefone celular, que foi apreendido pela polícia. Conforme consta no depoimento da mãe da vítima, ela acionou a polícia, em seguida, a mesma saiu em busca da vítima, pois a filha não tinha chegado em casa no horário que costuma chegar.

Após algumas horas de busca, ela encontrou a filha em uma rua, desacordada. Ao ser questionada pela mãe, sobre o que tinha acontecido, a menina relatou que tinha sido violentada sexualmente. Diante da situação, a vítima, acompanhada com a mãe, foi até à delegacia da cidade registrar um Boletim de Ocorrência. Conforme consta em seu depoimento, a menina disse para a polícia que foi convidada para fumar narguilé. Já na residência, ela foi obrigada a manter relações sexuais com os acusados, e, durante os abusos, os agressores filmaram o crime.

Após o seu depoimento, a menina foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), onde passou por todos os exames, foi medicada e está recebendo acompanhando psicológico. Os adolescentes foram encaminhados para a Delegacia da Criança e do Adolescente 2 (Taguatinga) e o homem foi preso. Um dos jovens, de 17 anos, foi preso pelo crime de estupro de vulnerável, injúria e por filmar cena de sexo explícito ou pornográfico envolvendo criança ou adolescente.

Outro, da mesma idade, por estupro de vulnerável, e os demais, de 13 e 15 anos, por satisfação de lascívia mediante presente de criança ou adolescente. Já Wesley vai responder pelo crime de estupro de vulnerável e por crime de exploração sexual de menor de idade. O caso está sendo investigado pela polícia. #Investigação Criminal