O Motel Atlana, em Brasília, abriu uma nova suíte. Como em todos os motéis mais sensuais do Brasil, as suítes de luxo seguem um tema particular. Muitas vezes é um refúgio romântico como Paris ou Cairo, embora seja através de temas estampados na parede. A inspiração para a mais nova suíte de amantes do Atlana Motel, foi baseada na maior investigação anti-#Corrupção do Brasil. É isso mesmo: A #Operação Lava Jato.

Publicidade

A suíte do motel apresenta prisão em torno da cama king-size. No corredor que conduz à sala, bits de gravações de notícias de TV, de operações de polícia no fundo. Fotos de políticos corruptos atrás de barras também alinham as paredes. Há ainda retratos dos ex-presidentes Dilma Rousseff e Lula da Silva, bem como do promotor Deltan Dellagnol. A decoração inclui móveis cobertos de pele de crocodilo sintético e luzes de cristal. Os amantes também podem desfrutar de uma banheira de hidromassagem.

O preço para uma noite no quarto varia entre R$ 130 e R$ 157, por 2 horas e pode aumentar, dependendo do dia da semana. A administração da Atlana disse que investiu cerca de R$ 30 mil em decoração. O motel lançou a sala há seis meses e teve grande sucesso. Cristina Bertozzi, arquiteta responsável por mais de 150 suítes sexuais em Brasília e Rio de Janeiro, foi a responsável pelo projeto.

"Por causa de tudo o que está acontecendo agora, a Operação Lava Jato está em nossos ouvidos há dois anos. Reunimos os crimes, a corrupção e as células no projeto ", disse Bertozzi em entrevista ao jornal brasileiro Folha de S. Paulo. "A ideia é reproduzir uma" luxuosa cela de prisão ". No entanto, Bertozzi diz que espera que a prisão não seja tão luxuosa quanto esta suíte, para os políticos corruptos do Brasil.

Pornografia na #Política

Enquanto isso, a indústria pornô do Brasil também se inspirou nos eventos políticos atuais. Em maio do ano passado, a maior produtora de pornografia brasileira "Brasileirinhas" lançou um filme intitulado "Operação Leva Jato". No pornô, os atores assumem papéis como investigadores, denunciantes, acusadores e políticos corruptos.

Durante uma das cenas, o ator que interpreta um político corrupto esconde o dinheiro sujo em sua cueca. O pornô dura cerca de duas horas e está disponível para assinantes do site da empresa de produção. Além disso, é o primeiro filme no Brasil a ser gravado inteiramente em 4k.