Chery Automobile é na realidade, uma indústria de automóveis com a localização de sua matriz na China, tendo sido fundada em 1997, onde inicialmente foi uma produtora de jogos infantis e também brinquedos. A montadora chinesa chegou ao Brasil em 2009, instalando-se em Salto, interior de São Paulo (o escritório administrativo) e em 28/04/2014 promoveu a inauguração de sua 1.ª fábrica localizada fora do território chinês, na cidade de Jacareí no Vale do Paraíba em São Paulo.

É justamente através de sua fábrica em Jacareí que os “chineses do Brasil” querem iniciar já em 2016, as exportações do carro, modelo Celer. Tendo o seu 1.º cliente representado pela Argentina e negociam neste momento com Colômbia, Peru e Uruguai.

Publicidade
Publicidade

Está calculado de que pelo menos 1.000 unidades automotivas possam ser enviadas para fora do Brasil em 2016. Essa quantidade de produção e exportação deverá aumentar ainda mais, por ocasião em que a Chery montará no país o compacto QQ e também o utilitário chamado de Tiggo 5, todos indicados para produção no ano que vem.

As operações do grupo automobilístico chinês foram inicializadas em fevereiro deste ano, no auge da crise política e econômica total que envolve o país, onde está trabalhando com 10% de sua capacidade total, ou seja, 50 mil carros produzidos anualmente.  Tanto é assim, que Luis Curi, que é vice-presidente da Chery brasileira, falou que a produção em 2015 equivalerá a cinco mil automóveis e em 2016 está prevista a montagem que varia de 8.000 a 10.000 unidades, sendo 1.000 automóveis direcionados à exportação.

Publicidade

Curi disse ainda que “em 2015 foi um ano duro, mas graças a isso estamos aprendendo com os nossos erros e um deles foi ter começado a cadeia produtiva de um modelo de porte pequeno, que foi justamente o nicho de mercado campeão em perda de vendas em função do desmoronamento do poder de compra e renda do povo e pela falta de crédito.

O foco atualmente está sobre os utilitários-esportivos, segmento que cresce constantemente com a vinda de novos produtos, como o Jeep Renegade e o Honda HR-V. O objetivo é apresentar 3 modelos do Tiggo que estará sendo produzido até 2017.

A Chery possui o projeto de deter um parque de fornecedores, totalizando 25 empresas circunvizinhas à sua fábrica, quase todos eles chineses. Sendo que 8 empresas já se encontram com negociações adiantadas. Curi informou que para evoluir a percepção de segurança dos carros da marca Chery, em 2016, alguns exemplares da fábrica serão remetidos para o Latin NCAP, que é uma entidade totalmente independente, cujo objetivo é o testar a segurança dos automóveis. #Negócios #Trabalho #Recessão no Brasil