De acordo com o site "Express", o Estado Islâmico estaria trabalhando em um projeto de carro-bomba sem motorista, semelhante ao carro utilizado pelo Google, segundo declarações do secretário-geral da OTAN para Riscos, Jamie Sheae, no último dia 5, em Londres. Os jihadistas planejam realizar uma série de ataques com esse modelo, assim evitariam a necessidade do suicídio de um jihadista.

Sheae acredita que a principal estratégia do #Estado Islâmico é utilizar esse tipo de veículo para realizar um atentado em um evento global, como as Olimpíadas ou a Copa do Mundo. Grandes eventos seriam um momento propício para os jihadistas colocarem em prática seus planos.

Publicidade
Publicidade

Para Sheae, o Brasil seria o alvo perfeito para esses ataques.

''O Brasil apresenta muitos atrasos em infraestrutura, principalmente, em Parques e Vilas Olímpicas. Se formos considerar o quesito segurança pública, o país anda em maus lençóis. Se os terroristas decidirem fazer um atentado durante as Olimpíadas no Brasil, com certeza farão. Eles devem estar estudando os pontos fracos da segurança brasileira. Eles são oportunistas estão sempre à espreita de alguma falha de segurança. Os Jogos Olímpicos no Brasil parecem ser algo tentador para os extremistas, eles veem isso como a oportunidade para atingir seus países alvos."

De acordo com informações, os jihadistas estão desenvolvendo esses veículos em sua fábricas de munição na capital Raqqa. "Nesse exato momento eles estão testando novas tecnologias”, disse Shea.

Publicidade

''O projeto do Google pretende produzir um carro sem motorista e acabou inspirando quem pretende usar esta tecnologia para planejar ataques contra terceiros.'' O Google é a única empresa especializada no desenvolvimento desses modelos de carro e o grupo terrorista planeja equipar seus automóveis com esta tecnologia.

O Google pretende disponibilizar no mercado centenas de automóveis teleguiados. Na última semana, a empresa anunciou uma parceria com a Fiat Chrysler - o projeto está em fase de desenvolvimento. No momento foram produzidos mais de 100 exemplares de minivans. A tecnologia será testada nos próximos dias. #Inovação #Desenvolvimento Tecnológico