A preocupação com o respeito ao meio ambiente e o uso de energias limpas chegou ao Vaticano. A Santa Sé recebeu, da BMW, uma frota de veículos movidos à eletricidade, para uso nas celebrações do Jubileu da Misericórdia. São dois cupês compactos I3 e dois scooters C Evolution, que ficarão à disposição do Conselho Pontifical para Promoção da Evangelização até 20 de novembro, quando chega ao fim o evento.

Os veículos, personalizados com a logomarca e a inscrição do Jubileu, serão usados para transportar peregrinos com dificuldades de locomoção, representantes de delegações estrangeiras e visitantes. Como os deslocamentos serão normalmente curtos, a necessidade de recarga ficará reduzida, o que favorece o uso dos modelos 100% elétricos.

Publicidade
Publicidade

Presidente do Conselho Pontifical, o arcebispo Rino Fisichella agradeceu a colaboração que, ainda por cima, não vai acarretar na emissão de poluentes na atmosfera da capital italiana. “O empréstimo dos veículos elétricos é um sinal de generosidade e solidariedade com as necessidades do Jubileu, além de grande ajuda para nossos voluntários e, acima de tudo, os peregrinos com pequenas limitações, que poderão seguir as jornadas do Jubileu da Misericórdia sem problemas de locomoção”, destacou.

Os dois modelos cedidos pela BMW ao Vaticano já são oferecidos nas concessionárias em todo o mundo. O I3 foi apresentado em 2013 e marcou a entrada da casa de Munique no campo dos modelos totalmente movidos à eletricidade – a linha conta hoje com outros modelos, como o esportivo I8. Recentemente, foi incluído num programa de compartilhamento de veículos na cidade norte-americana de Seattle (pode ser recarregado por meio de uma fonte de energia normal, mas também por unidades especiais que começam a ser instaladas em metrópoles por todo o mundo).

Publicidade

Já o C Evolution apresenta desenho semelhante ao dos modelos da Série C, movidos por motores à gasolina, mas conta com um propulsor elétrico e um conjunto de baterias de lítio que garante autonomia superior a 100 quilômetros. #Papa Francisco