A Divergent 3D, empresa norte-americana que atua no desenvolvimento de tecnologia para a produção de veículos impressos em 3D, entrou para o mundo das duas rodas. Ela apresentou a #Dagger, que tem o quadro, tanque e todos os todos os elementos estruturais feitas com essa nova #Tecnologia. A moto utiliza material diferente do Blade, um supercarro de 710 cavalos criado pela mesma empresa.

O quadro da Dagger (Punhal, em tradução livre) é em treliça de fibra de carbono, que é 50% mais leve do que o aço cromo molibdênio normalmente usado. Já Blade é produzido com alumínio em pó combinado com fibra de carbono, que resulta em um chassi rígido e confiável (veja o vídeo abaixo).

A tecnologia

De acordo com o CEO da Divergent, Kevin Czinger, o novo método de fabricação é mais fácil e acessível para pequenos fabricantes. Além disso, a impressão 3D torna mais fácil projetar peças complexas, que seriam difíceis de produzidas utilizando tecnologias tradicionais.

Também reduz custos, economiza energia, polui menos e reduz drasticamente o peso do veículo. A motocicleta, apresentada no Salão do Automóvel de Los Angeles (EUA), que terminou no domingo (27), tem a mecânica da Kawasaki Ninja H2R. Ou seja, um motor supercharger de mais de 300 cv, além dos sistemas de freio e suspensão.

O futuro

A apresentação da Dagger, acrescenta, o executivo, demonstra que a tecnologia tem aplicações potencialmente ilimitadas. A moto não tem para-lamas, faróis, velocímetro e outros equipamentos de estrada, abrindo espaço para a personalização do projeto.

A Divergent, sediada em San Francisco, se uniu ao grupo francês PSA, dono da Peugeot, Citroën e DS, com o objetivo de levar a impressão 3D para o mundo automotivo. "A parceria com o grupo PSA visa usar, nos próximos anos, a nossa tecnologia em veículos que se vê normalmente nas ruas”, disse Czinger.

O carro

O Blade foi apresentado em agosto de 2015 como o primeiro superesportivo impresso em 3D do mundo. O carro pesa cerca de 640 quilos, o que dá uma média de 907 gramas por cavalo, relação peso/potência encontrada apenas em motos de alta cilindrada.

O que se espera do resultado dessa conta é um desempenho fantástico. As projeções são de que o superesportivo vai de 0 a 97 km/h (0-60mph) em menos de 2,5 segundos.

#Impressa 3D