O #Ford New Fiesta está maior, tem novo design e incorporou novas tecnologias na oitava geração lançada nesta terça-feira (29), em Colônia, na Alemanha, onde está localizada a maior fábrica do modelo na Europa. Ela chegará às concessionárias europeias no início de 2017, com o lançamento em outros mercados começando em seguida. Por enquanto, não há previsão de quando desembarcará Brasil.

O novo Fiesta 2017 usa a plataforma global B, ganhando maior distância entreeixos para oferecer mais espaço para os passageiros do banco de trás. O carro tem linhas mais arredondadas e frentes diferentes de acordo com as suas quatro versões no mercado europeu. O modelo Titanium, por exemplo, tem a grade do radiador menor, mas mantem as barras horizontais cromadas.

Em comum

Já o esportivo Ford Fiesta ST tem a grade com barras onduladas, enquanto que a Active tem o formato de colmeia de abelha. Todas as versões têm em comum capô mais liso no meio e com curvas mais pronunciadas nas laterais. Outra novidade é o farol, que traz desenho modificado e avança menos pelas laterais do para-lama.

As laterais do #Ford New Fiesta 2017 trazem linhas mais suaves e altas. A traseira também tem linhas mais arredondadas, novo para-choque e lanternas atualizadas horizontais ao invés de verticais. O desenho do para-choque frontal é outro item que muda de acordo com a versão. O do ST tem linhas mais encorpadas e farol de milha horizontal. A Titanium traz contornos mais suaves e farol de milha com novo desenho vertical.

Tecnologia

A oitava geração também incorpora mais tecnologias para se distanciar do Ford Ka desenvolvido no Brasil e recém-lançado no Velho Continente. O sistema multimídia ganha tela retrátil e novo sistema Sync3, indicador de ponto cego, alerta para mudança involuntária de faixa e sistema de reconhecimento de placas de trânsito.

Entre as novidades estará ainda o motor 1.0 EcoBoost (turbo) de três cilindros com desativação de cilindros, devendo ser o primeiro carro da categoria que contará com essa tecnologia. Ela busca reduzir o consumo de combustível e as emissões de gás carbônico (CO2) em até 6%.

Como funciona

Quando a capacidade máxima não é necessária, um dos cilindros é desativado automaticamente, com o motor funcionando com apenas dois. O funcionamento pode ser parado ou reiniciado em 14 milissegundos, 20 vezes mais rápido do que um piscar de olhos. Mas os clientes terão de esperar até o início de 2018 para que o motor com desativação de cilindros esteja disponível no mercado.

A nova geração será vendida inicialmente na Europa coma carroceria hatchback de três e cinco portas. Ela tem quatro versões, a Titanium, a esportiva ST e as inéditas Vignale, com toque de acabamento premium, e a pseudo-aventureira Active. A Ford já deu luz verde para a produção da nova geração do New Fiesta no México, que abastece também os Estados Unidos, Canadá e exporta algumas versões para a Argentina. #Automóvel