As festas de final de ano estão chegando e antes de pegar a estrada com a família ou os amigos, para curtir os feriados, é importante conferir como estão os #Pneus do seu carro. Os pneus não são importantes apenas para o desempenho de um veículo, mas são responsáveis pelo contato direto dele com o piso e, por isso mesmo, um item fundamental para a #Segurança. O primeiro cuidado que o condutor deve tomar é conferir o nível de desgaste de todo o conjunto, incluindo o estepe: se o limite de segurança dos sulcos estiver abaixo de 1,6 milímetro de profundidade, o pneu está “careca” e o risco de se acidentar em condições de chuva é muito grande. Pior, o motorista que for flagrado pela fiscalização rodando nesta condição será autuado, terá cinco pontos anotados no seu prontuário (infração grave), pagará multa de R$ 195 e ainda terá o automóvel apreendido.

Publicidade
Publicidade

“Mesmo quem não possui o medidor específico pode observar os ressaltos na base do sulco principal do pneu, que fica no centro da banda de rodagem, conferindo se ele está dentro do limite de segurança”, lembra o personagem Dr. Pirelli, criado pela subsidiária brasileira da marca para dar dicas de segurança e conservação para os motoristas. “Nunca é demais lembra que pneu ‘careca’ é sinônimo de perigo, já que nesta condição o veículo perde estabilidade e passa a percorrer maiores espaços de frenagem, mesmo com pista seca. Com chuva, o perigo de aquaplanagem é enorme, isso sem falar na maior vulnerabilidade do próprio pneu a furos”.

Mas não basta conferir apenas as condições de rodagem do pneu. Para uma #Viagem tranquila, é necessário balancear as rodas a alinhar a direção.

Publicidade

O ideal é fazê-lo a cada 10 mil quilômetros, antes de viagens de média e longa durações, quando o volante apresentar trepidação ou após pancadas na suspensão. O alinhamento e o balanceamento são fundamentais para que os pneus tenham sua vida útil prolongada, além de um desgaste uniforme.

Calibração

O ponto mais negligenciado pelos condutores é, curiosamente, o de verificação mais simples. Trata-se da calibração dos pneus, um descuido bobo que pode trazer grandes dores de cabeça. “Se a pressão dos pneus estiver abaixo do recomendado pelo fabricante, sua temperatura interna vai aumentar, os ombros do aro sofrerão maior apoio e a direção ficará mais pesada”, lembra o Dr. Pirelli. “Isso sem falar no aumento do consumo de combustível”. Rodar com excesso de pressão também é prejudicial: a parte central da banda de rodagem sofre desgaste irregular e a área de contato com o piso é reduzida, comprometendo a estabilidade nas curvas.

O fabricante recomenda que os pneus sejam calibrados semanalmente.

Publicidade

Outra recomendação, que garante um desgaste uniforme entre os aros dianteiros e traseiros é o rodízio, que pode ser feito em forma de “X”. O rodízio deve ser feito em intervalos entre 5.000 e 8.000 quilômetros e a indicação da Pirelli é que os pneus em melhor estado sejam montados nas rodas traseiras.

Se o leitor observar os pneus de seu automóvel e notar que chegou a hora da troca, vai aí outra boa dica: até o próximo dia 28, a rede de distribuidores Pirelli segue com a Black Week, que dá descontos que podem chegar a 40% na compra de um jogo com até cinco pneus. As linhas ofertadas contemplam mais de 60 veículos nacionais e importados e têm diversas aplicações, do uso urbano ao fora de estada. A oferta é válida apenas para consumidores finais e não inclui serviços (montagem, alinhamento e balanceamento), estando sujeita à disponibilidade em estoque. A lista completa com os pontos (lojas) e produtos (pneus) participantes da promoção pode ser conferida no site oficial da marca.

E para quem vai viajar com pneus zero-quilômetro, vale a pena relembrar outras orientações da marca, como evitar sobrecarga, fazer a manutenção preventiva dos elementos de suspensão, evitar uso de solventes que agridem a borracha e dirigir, sempre, com atenção e responsabilidade.