A #Nissan anunciou, nesta segunda-feira (28), o início das vendas da versão intermediária do Kicks, a SV. Ela chega às concessionárias do País com o preço sugerido a partir de R$ 84.900. O SUV compacto foi lançado em agosto passado apenas na configuração top de linha, a SL, pouco mais de R$ 5 mil mais cara – sai por R$ 89.990.

O Kicks SV já havia sido mostrado durante o Salão do Automóvel de São Paulo, que terminou no dia 20 passado. Ele tem como itens de série ar-condicionado, direção elétrica, volante com ajustes de altura e profundidade, vidro elétrico nas quatro portas, GPS, auxílio de partida em rampa (Hill Start Assist) e painel TFT com 12 telas que mostram informações de funções como computador de bordo, configurações do sistema de áudio, consumo de combustível e outras.

Publicidade
Publicidade

Segurança e motor

A #Nova versão também conta com bancos com tecnologia “gravidade zero”. O design ergonômico ajuda a maximizar o fluxo sanguíneo e a manter os níveis de energia durante a condução em longa distância, de acordo com a montadora. O pacote de segurança traz controles de tração e estabilidade, cintos de segurança com três pontos para todos os passageiros e sistemas Isofix e Latch de fixação de cadeiras infantis.

Em relação ao modelo SL, o SV perde os airbags laterais e de cortina, bancos de couro e sistema de câmeras de visão 360º. As duas versões são equipadas com motor de 1.6 litro flex de 114 cavalos de potência e 15,5 kgf.m de torque tanto com etanol quanto com gasolina. O câmbio é automático Xtronic CVT (simula marchas continuamente variáveis). Quando abastecido com etanol, o modelo atinge os 175 km/h de velocidade máxima, depois de fazer de 0 a 100 km/h em 12 segundos.

Publicidade

Consumo

O SUV faz 8,1 km/l na cidade e 9,6 km/l na estrada com esse combustível. No caso de estar com gasolina no tanque, o consumo é de 11,4 km/l no ciclo urbano e de 13,7 km/l no rodoviário. O utilitário esportivo comercializado no Brasil é atualmente importado do México, mas está prevista a fabricação na planta da Nissan em Resende (RJ) em 2017.

As vendas da versão intermediárias começam três meses após a da SL. De acordo com a Nissan, cerca de 7 mil unidades já foram comercializadas. Além do Brasil, o Kicks também é vendido no México, segundo país a receber o modelo. A fabricante tem planos de lançá-lo na sequência em vários países da América Latina e, futuramente, em mais de 80 países pelo mundo.

#Nissan Kicks