A #Audi lançou, nesta terça-feira (29), em São Paulo o serviço inédito no país de #Compartilhamento de carros. É o #Audi Share, que começa com projeto-piloto para funcionários de duas empresas, o Grupo Segurador Banco do Brasil e Mapfre, instaladas no condomínio corporativo WT Morumbi, onde fica a sede da Audi do Brasil, na capital paulista. Ele funciona como uma locação, com os interessados tendo disponíveis cinco modelos, os sedãs A3, A4, A6, o utilitário esportivo Q3 e o conversível esportivo TT Roadster.

Os interessados podem fazer as reservas por telefone ou pessoalmente no escritório da Audi. O carro é retirado na hora agendada no estacionamento do condomínio e a devolução será feita no mesmo local. A utilização de um A3 Sedan por uma hora, por exemplo, sai por R$ 45,00 + R$ 0,70 por quilometro rodado.

Avaliação

Para os finais de semana, há opção de pacote com preço fixo. O interessado em ficar de sexta à tarde a segunda-feira de manhã com o Audi TT conversível, com 230 cavalos de potência, paga R$ 990, incluindo seguro e combustível. O pagamento pode ser realizado com cartão ou via PayPal, sistema que permite a transferência de dinheiro usando um endereço de e-mail.

A Audi quer avaliar nessa primeira fase do programa a funcionalidade do serviço e a viabilidade do modelo de compartilhamento no mercado brasileiro. O modelo mais acessível nesse novo serviço é o A3 Sedan, primeiro carro da marca com motor flex produzido em São José do Pinhais (PR).

Carros

Essa versão é equipada com motor 1.4 turbo, de 122 cavalos de potência a 5.000 rpm e 20,39 kgf.m de torque entre 1.400 e 4.000 giros (200 Nm), associado a câmbio automático S Tronic de sete velocidades. O modelo faz 7,8 km/l na cidade e 9,9 km/l na estrada quando abastecido com etanol. Com gasolina no tanque, o consumo é de 11,71 km/l no ciclo urbano e de 14, 31 km/l no rodoviário. O Audi A3 Sedan tem preço sugerido a partir de R$ 103.800.

O veículo mais caro a fazer parte do serviço de compartilhamento é o TT Roadster, esportivo impulsionado por motor 2.0 turbo FSI, que desenvolve 230 cv entre 4.500 e 6.200 rotações por minuto e 37,73 kgf.m de torque de 1.600 a 4.300 rpm (370 Nm). O carro atinge os 250 km/h de velocidade máxima, depois de fazer de 0 a 100 km/h em 6,1 segundos. O conversível importado é vendido no mercado nacional a partir de R$ 258.111.