Um ladrão foi literalmente preso à distância pela #BMW ao tentar furtar um carro da marca até que a polícia chegasse. O fato ocorreu em Seattle, nos Estados Unidos, na quarta-feira da semana (30/11) e demonstrou o avanço da tecnologia automotiva. Um morador da cidade percebeu que a sua #BMW 550i estava sendo levada pelo assaltante e acionou os policiais, que contataram a fabricante. A montadora se utilizou da #Tecnologia para trancar remotamente o veículo enquanto o criminoso dormia.

O dono do carro escapou de um belo prejuízo. A 550i não é vendida no Brasil, mas um modelo da série, a 535i M Sport, tem o preço inicial de R$ 328.975.

Publicidade
Publicidade

O chefe de Comunicações do Departamento da Polícia de Seattle, Johan Spangenthal-Lee, escreveu no blog oficial da corporação que o suspeito passava pela rua quando percebeu que o carro estava aberto.

O furto

Ele entrou na garagem e encontrou a chave no contato. Aproveitou para fugir rapidamente com o veículo. Os policiais contataram a BMW para solicitar a localização do carro. A fabricante fez mais e travou as portas. Como o assaltante estava dormindo no banco do motorista, não percebeu.

Quando acordou já era tarde. A polícia estava no local e o prendeu. O suspeito, um homem de 38 anos, foi acusado de furto de carro e posse de drogas (metanfetamina).

Implicações

Especialistas apontam que as implicações do caso são muitas. Primeiro apontam que parece fantástico que em um caso como este a fabricante possa tomar medidas à distância que ajudem a recuperar o veículo.

Publicidade

Porém, o fato da empresa ter acesso a esse recurso também tem seu perigo.

O cliente pode ter sua privacidade atingida através do mau uso da tecnologia ou até pior. O automóvel pode ser alvo de ataque de hackers, com os criminosos cibernéticos potencialmente podendo provocar uma falha de segurança ou controlar o veículo remotamente. Segundo os especialistas, isso representaria um perigo para o motorista e para os outros condutores e pedestres nas proximidades.

As montadoras garantem que têm controle sobre a tecnologia dos veículos produzidos e é difícil invadir o sistema. Porém, hackers já demonstraram anteriormente que conseguiram quebrar a proteção e controlar os carros de algumas marcas.

Assista um Vídeo Sobre o Assunto