A #ferrari é um objeto de desejo de muitos, mas uma realidade para poucos. Entre esse pequeno grupo abastado há ainda quem exija algo exclusivíssimo, único, que nem mesmo o programa de customização oficial da marca consegue atender. Para esses clientes especiais, a Ferrari não tem nenhuma dificuldade em projetar e produzir o carro dos sonhos, que tem apenas um exemplar fabricado sob encomenda, o chamado carro one-off, que não terá nada igual no planeta. Esse é o caso da nova #Ferrari SP275 RW Competizione, que roubou a cena no domingo (4) durante a corrida Ferrari World Finals, no Circuito de Daytona, nos Estados Unidos.

É a mais recente criação do Departamento de Projetos Especiais da marca, que em seus 69 anos como fabricante de carros fez apenas dez exemplares exclusivos.

Publicidade
Publicidade

A montadora não revelou o nome do cliente que entrou para esse seleto grupo, mas os rumores são que é o médico norte-americano Rick Workman, o que explicaria as letras “RW” no nome do novo superesportivo.

O carro

Um projeto como esse pode levar dois anos para se materializar entre criação de design, escolha do conjunto mecânico, definição de cor, detalhes e produção. Tudo tem que atender o gosto e o desejo do cliente. O novo SP275 tem como base a Ferrari F12tdf, uma edição limitada e mais poderosa, com um V12 de 780 cavalos, da F12berlinetta. O novo superesportivo é uma homenagem a Ferrari 275 GTB/C 1964, modelo histórico do Cavallino Rampante que teve apenas três unidades produzidas para competir nas 24 Horas de Le Mans. Elas estão agora nas mãos de colecionadores.

Um dos exemplares, com chassi número 06.701 e o segundo a ser produzido, foi arrematado em um leilão em 2014 por US$ 26,4 milhões, a bagatela de R$ 90,4 milhões.

Publicidade

Com base no desempenho da F12tdf, a nova Ferrari SP275 deve precisar de apenas 2,9 segundos para ir de zero a 97 km/h (0-60 mph) e atingir os 340 km/h de velocidade máxima (211 mph).

Valor

O sistema de freios é herdado da LaFerrari, um conjunto da Brembo com discos de carbono-cerâmica de 398 milímetros na frente e de 380 mm atrás. Como é um projeto único, não há uma etiqueta de preço na nova SP275. Porém, é lógico supor que o valor supere em muito os 403 mil euros da F12tdf na Europa (R$ 1,48 milhão).

Mas não se deixe enganar pelo valor em real. Com custos de importação, câmbio, impostos e outras variáveis a F12berlinetta, que é base dos outros dois carros, chega ao Brasil por R$ 3,6 milhões.

#Exclusividade