Um raro BMW #M1 ficou abandonado em uma garagem na Itália por 34 anos. O esportivo foi encontrado e resgatado pela Mint Classics, loja alemã especializada em carros clássicos. O M1 de 1981 ficou acumulando poeira por mais de três décadas. O hodômetro marca que o veículo rodou apenas 7.329 quilômetros.

Uma etiqueta revela que a última troca de óleo foi feita em 31 de dezembro de 1982, aos 7.302 km, ou seja, pouco antes do #carro ser deixado na garagem. Esse BMW M1 foi um dos últimos exemplares fabricados, pois a produção foi encerrada em 1981. Alguns pneus do carro têm data de produção de 1980. Apesar de todo o lixo jogado em cima e das grossas camadas de poeira, o carro parece estar em bom estado.

Publicidade
Publicidade

Depois de limpo, apareceu sua reluzente cor vermelha.

Motor

O BMW M1 tem motor central de seis cilindros em linha de 3,5 litros, que entrega 273 cavalos de potência a 6.500 rpm e 33,2 kgf.m de torque a 5.000 rpm, associado a câmbio manual de cinco velocidades. Alguns carros foram preparados para corridas e o propulsor ganhou o auxílio de turbocompressor e outras modificações, com a potência chegando aos 850 cv.

A Mint Classics divulgou que irá restaurar o M1 e trazê-lo de volta ao seu estado original de quando saiu da fábrica. Ela não explicou o que levou o dono a abandonar o carro na garagem O modelo é um dos mais procurados pelos colecionadores de BMW.

História

O esportivo teve apenas 453 unidades produzidas entre 1978 e 1981. O carro foi desenhado pelo famoso designer italiano Giorgetto Giugiaro, com a produção artesanal ficando por conta da BMW Motorsport, a divisão de competição da marca bávara.

Publicidade

O M1 é o único BMW de motor central-traseiro produzido em série. Ele surgiu de uma parceria entre a Lamborghini e a fabricante alemã, que queria um carro de corrida para a categoria Turismo. Porém, a Lamborghini abandonou o projeto por questões financeiras, e a BMW decidiu acabar o carro sozinha. O modelo de rua foi lançado para que a BMW cumprisse as exigências da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) pafa obter a homologação para as competições.

Alguns dos exemplares produzidos foram modificados pela concessionária alemã BMW AHG para ficarem parecidos com os carros de corrida. Segundo especialistas, atualmente existem apenas dez dos modelos de rua customizados em todo o mundo, o que o torna ainda mais raro que o carro original. Em uma rápida procura na internet é possível encontrar o BMW M1 restaurado sendo vendido por até US$ 670 mil (R$ 2,18 milhões). Alguns exemplares são oferecidos apenas em leilões e leva quem der o maior lance.

#BMWM1