O Brasil foi escolhido pela #Renault para o lançamento mundial de seus novos motores 1.0 e 1.6 SCe (Smart Control Efficiency). A montadora anunciou, nesta terça-feira (29), que o Sandero e Logan 2017 já estão sendo vendidos com os novos blocos, enquanto o Duster e Duster Oroch passarão a contar a partir da segunda quinzena de dezembro. Assim como ocorreu com os valores das versões 1.0 anunciados há poucos dias, os modelos com o novo 1.6 também tiveram os preços levemente reajustados, mas estão mais equipados.

O Sandero Stepway 1.6 16V SCe, por exemplo, passou de R$ 57.370 para R$ 59.720. As novidades atingem 70% da linha de veículos da Renault no Brasil.

Publicidade
Publicidade

A nova tecnologia SCe será lançada posteriormente na Europa.

O que muda?

No mercado nacional, os novos motores são flex e produzidos na fábrica da Renault, em São José dos Pinhais (PR). Eles prometem reduzir o consumo de combustível em até 21% e oferecer maior desempenho. O 1.0 tem três cilindros e como principal inovação, o duplo comando de válvulas variável na admissão e no escape.

Além disso, é todo em alumínio, o que reduz em 20 quilos o peso em relação ao bloco usado anteriormente. O 1.6 SCe tem quatro cilindros e 16 válvulas, trazendo duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote e outras novidades que garantem alta eficiência e bom desempenho. Também em alumínio, é 30 kg mais leve.

Tecnologia de F1

Os motores contam com tecnologia da Fórmula 1, onde a Renault conquistou 12 títulos mundiais.

Publicidade

Eles são equipados com ESM (Energy Smart Management, Gerenciamento Inteligente de Energia, em tradução livre) e a bomba de óleo com vazão variável, que reduzem o consumo de combustível.

Todos os modelos equipados com os novos blocos têm como item de série a direção eletro-hidráulica, que reduz o consumo e oferece maior conforto ao motorista. O Sandero e Logan 1.6 também são equipados com o sistema Stop&Start, que desliga o motor em semáforo e outras paradas. Ele é ligado automaticamente em questão de milissegundos ao tirar o pé da embreagem ou freio.

Os modelos com câmbio automatizado passam a ser equipados com controle de estabilidade (ESP) e assistente de partida em rampas (HSA). Os modelos com os novos motores são mais econômicos, de acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro (Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia). O Sandero hatch 1.0 conquistou a classificação A, a mais eficiente, ao fazer 14 km/l de gasolina em uso rodoviário.

#Renault Sandero #Renault Duster