A #Toyota Hilux ganhou na Argentina uma nova versão de entrada destinada apenas a frotistas. É a Hilux STD (“Standard”) lançada nesta quarta-feira (7). A #Picape tem visual mais despojado e oferta de equipamentos mais espartanos do que a Hilux SR 4x2 comercializada no Brasil, que é a versão de entrada por aqui. O novo modelo tem grande frontal e maçanetas na cor preta, rodas de aço de 17 polegadas e os espelhos retrovisores perdem os repetidores de seta.

Não há informações se o novo modelo também será vendido no Brasil. A #Toyota Hilux STD é oferecida apenas com cabine dupla, tendo sob o capô motor turbodiesel de 2.4 litros de quatro cilindros, que desenvolve 150 cavalos de potência a 3.400 rpm, com torque de 40,8 kgf.m entre 1.600 e 2.00 giros, associada a câmbio manual de seis velocidades.

Publicidade
Publicidade

A tração é 4x2 traseira. A Hilux tem como concorrentes a Volkswagen Amarok, que passou por uma reestilização e ganhou novos equipamentos na linha 2017, e a Mitsubishi L200 Triton Sport, que traz novo motor de alumínio.

SR

Já a SR tem grade cromada, maçanetas na cor da carroceria, faróis de milha, setas nos retrovisores e rodas de liga leve de 17”. O motor flex desenvolve 163/159 cv a 5.000 rotações por minuto (etanol/gasolina) e torque de 25 kgf.m, associado à transmissão automática de seis velocidades.

A nova Toyota Hilux STD também é desprovida de vários equipamentos de segurança, para ficar mais em conta. Ela não tem controle de estabilidade, controle de balanço de reboque e controle de tração. Porém, a picape sai de fábrica com três airbags (duplo frontal e para o joelho do motorista), freios ABS (antitravamento) e sistema Isofix para fixação cadeiras infantis.

Publicidade

Com esse pacote, a Hilux pé de boi tem o preço de 477.600 pesos, o equivalente a R$ 101,1 mil. Já a Hilux SR, que é importada da Argentina, é vendida a partir de R$ 112.150.

Seis versões

No mercado brasileiro, a picape da Toyota tem seis versões, com o valor de venda chegando a R$ 189.970. A top de linha SRX tem motor turbodiesel de 2.8 litros, com potência a de 177 cv a 3.400 rpm e 45,9 kgf.m de torque. A transmissão é automática de seis velocidade. Esse modelo tem entre seus itens de série tração integral com três níveis – 4x2, 4x4 e 4x4 reduzida com acionamento eletrônico -, controles eletrônicos de tração e estabilidade, além de bloqueio do diferencial traseiro.

As rodas são de liga leve de 18”, faróis baixos de LED, protetor de caçamba, chave presencial, partida por botão, ar-condicionado digital com saída central na parte traseira, direção hidráulica, acendimento automático dos faróis e outros itens. Confira abaixo o vídeo da Hilux.