A nova geração do #Ford GT é o carro mais veloz já fabricado pela marca, chega aos 348 km/h (216 mph). A revelação foi feita, nesta quarta-feira (25), pela própria montadora ao divulgar, em Dearborn, Michigan (EUA), as especificações técnicas do #Superesportivo pela primeira vez.

Ele é impulsionado por um motor a gasolina V6 biturbo de 3.5 litros (EcoBoost) com bloco e cabeçote de alumínio, que entrega 656 cavalos de potência a 6.250 rpm (647 hp) e 76 kgf.m de torque a 5.900 giros (550 lb-ft), dos quais 90% já estão disponíveis a partir de 3.500 rotações por minuto.

A força é transmitida para as rodas traseiras, com diferencial de deslizamento limitado, por um câmbio automático Getrag de sete velocidades com opção de trocas sequenciais através de borboletas no volante.

Publicidade
Publicidade

Comparação com europeus

A Ford também comparou o novo GT a dois superesportivos europeus e disse que deixa comendo poeira a italiana Ferrari 458 Speciale e a inglesa McLaren 675LT. A montadora do oval azul disse que, durante o desenvolvimento do seu carro, os três modelos correram em condições iguais e dirigidos pelo mesmo piloto no autódromo de Calabogie Motorsports Park, no Canadá.

De acordo com a fabricante, o Ford GT fez o tempo de 2:09.8, 1 segundo cravado a menos do que a 675LT e 3,1 segundos mais rápido do que a 458 Speciale. Produzido na fábrica de Markham, em Ontario, no Canadá, o modelo da oval azul tem chassi monocoque de fibra de carbono. Ele pesa 1.385 quilos, o que dá uma relação peso potência de 2,11 quilos/cv.

Leia também:

º Veja pela 1ª vez em ação o novo Lamborghini Aventador S. Assista ao vídeo

º Ducati 1299 Panigale chega como a motor mais cara do Brasil: R$ 550 mil

º Arnold Schuwarzenegger converte Mercedes-Benz G 350 em veículo elétrico de 486 cv

º Shelby Super Snake ganha edição especial de 50 anos com 760 cv

º McLaren ostentação tem balanceamento das rodas feito com ouro

Preço

A montadora sugere que o proprietário use gasolina de 93 octanas no modelo, que é equipado com sistemas dinâmicos ativos, suspensão e aerofólio, que ajudam a manter o equilíbrio e o arrasto em qualquer velocidade.

Publicidade

O primeiro novo Ford GT saiu da linha de produção no dia 16 de dezembro passado. A fabricação é limitada a 250 unidades por ano para garantir a exclusividade do superesportivo.

No total, apenas 500 exemplares serão produzidos. O Ford GT tem preço em torno de US$ 400 mil (R$ 1,27 milhão), o que o coloca no mesmo patamar do Lamborghini Aventador nos Estados Unidos. No Brasil, o italiano Aventador não sai por menos de R$ 3,9 milhões.

#FordGT