A #DS, marca de veículos premium do Grupo PSA Peugeot #Citroën, entrou com pedido de registro de patente da marca E-Tense, que identificará os seus futuros carros híbridos e elétricos. A decisão também sinaliza que o conceito de um GT esportivo de mesmo nome poderá se tornar um modelo de série, dando origem também a um SUV.

O pedido de patente foi feito esta semana na Europa. O feedback positivo do público obtido pelo protótipo no Salão de Genebra de 2016 estimulou a francesa DS a levar adiante o projeto do carro. Segundo a imprensa europeia, um inédito utilitário esportivo poderá chegar já em 2018, enquanto o GT deverá ficar para 2021.

Publicidade
Publicidade

O protótipo

O DS E-Tense Concept é totalmente diferente dos SUVs e hatchbacks já lançados pela marca, normalmente versões mais luxuosas de carros da Citroën. Ele é um modelo GT de dois lugares com design impactante, marcado por uma enorme grade frontal integrada ao para-choque, grandes entradas de ar no capô e nas laterais, além de forte vincos na carroceria.

É um carro de alta performance criado para marcar o segundo ano da DS como marca independente da Citroën e consolidar sua imagem no mercado. O DS E-Tense é 100% elétrico, com baterias de íons de lítio alimentado o motor que entrega 408 cavalos de potência (402 bhp) e 42,58 kgf.m de torque (381 lb-ft). A autonomia é de 361 km no uso urbano (224 milhas) ou 311 km na estrada (193 milhas).

Leia também:

º Ford Mustang 2018 é revelado: novo design, mais potência e tecnologia. Veja o vídeo

º Peugeot domina o Rally Dakar 2018. Assista ao vídeo dos melhores momentos

º Audi A3 reestilizado começa a ser vendido no Brasil. Confira o que mudou e os preços

º Novo esportivo Honda Civis Si está próximo de ser lançado

º Dendrobium é novo hiperesportivo elétrico com tecnologia da equipe Williams de F1

Luxo e sofisticação

O protótipo apresentado tem chassi monocoque de fibra de carbono, com suspensão dianteira e traseira double-wishbone.

Publicidade

O cupê tem 4,72 metros de comprimento e 1,29 m de altura. Ele não tem janela traseira, com o motorista tendo visão do que está acontecendo atrás através de câmeras de vídeo.

As lanternas e setas traseiras de LED são integradas ao teto. De acordo com a DS, o interior levou 800 horas para ser projetado, testado e produzido, tendo a colaboração de marcas de luxo francesa como Moynat, Focal e BRM Chronographes e Focal. Elas ajudaram a desenvolver, respectivamente, os bancos, sistema de áudio com nove alto-falantes e um relógio para o console central, que pode ser retirado e usado como relógio de pulso.

#DSE-Tense