A nova #Ducati 1299 Superleggera chega como a moto mais cara do Brasil. Ela começou a ser vendida no mercado nacional, nesta segunda-feira (23), pelo preço de R$ 550 mil, deixando muito para trás a até então detentora do título, a Kawasaki Ninja H2R, que sai por R$ 357 mil.

Com a diferença de R$ 197 mil é possível rechear a garagem com mais uma Kawasaki H2R Carbon (164 mil) e ainda sobrar uma grana no bolso. Se preferir algo de quatro rodas, um Mercedes-Benz GLA 250 Vision 2.0 (R$ 165 mil) ou um BMW X1 Sport 2.0 XDrive (R$ 178 mil).

Apenas 3

Porém, os proprietários brasileiros da 1299 Superleggera terão o gostinho de quase exclusividade.

Publicidade
Publicidade

Apenas três unidades estão disponíveis para o mercado brasileiro, isso entre as 500 que serão vendidas em todo o mundo, ou seja, será difícil ver uma rodando. A superbike desembarca no País apenas dois meses após o lançamento no Salão de Milão (EICMA 2016), na Itália.

Quem estiver interessado em ter a 1299, basta procurar uma concessionária da Ducati e fazer a reserva. A entrega está programada para o segundo semestre deste ano. O novo modelo é o primeiro da marca italiana a ter chassi, braço e rodas de fibra de carbono, o que a deixa leve. Em ordem de marcha, o peso é de 167 quilos.

Leia mais:

º Triumph Street Triple 2017 ganha novo design, mais potência e tecnologia

º Yamaha YZF-R1 é transformada em uma máquina de guerra real que dispara 3 mil tiros por minuto. Veja o vídeo

º Fenris promete moto elétrica que chega aos 300 km/h

º Kawasaki Ninja H2R atinge incríveis 400 km/h. Assista ao vídeo

º Kawasaki Ninja H2 passa a ser vendida no Brasil apenas sob encomenda

Passa dos 300 km/h

O motor de dois cilindros despeja 215 cavalos de potência a 11.000 giros e 14,9 kgf.m de torque a 9.000 rpm, acoplado a câmbio de seis velocidades.

Publicidade

Uma conta rápida mostra que a Ducati 1299 Superleggera tem a relação peso potência de 777 gramas/cv, o que resulta em um desempenho de fazer cair o queixo.

Ela é a moto de dois cilindros mais poderosa já produzida. O número não é oficial, mas a superbike passa dos 300 km/h – o velocímetro digital para de marcar depois de 298 km/h.

Tanto apetite para devorar o asfalto exige muita tecnologia de ponta no quesito segurança – a 1299 Superleggera é a que mais se aproxima de uma moto de corrida. A superbike tem controle de fração, controle de deslizamento, freio ABS com cornering (antitravamento com calibragem para as curvas) e controle de largada. Essa moto pode ser usada na rua ou na estrada, enquanto a Kawasaki Ninja H2R somente pode rodar em circuitos ou locais fechados.

#1299Superleggera #Ducati1299Superleggera