A #Kawasaki Ninja H2R atingiu os 400 km/h, o que a consolida como a moto de produção em série mais veloz do planeta e também entrando para o hall dos veículos mais velozes. O recorde oficial de #Velocidade para carros foi estabelecido em 2013 pelo Bugatti Veyron Grand Sport, com 430,98 km/h.

A marca da Kawasaki Ninja H2R, que é vendida no Brasil, foi estabelecida durante o Bonneville Speed Week, realizado entre os dias 26 de agosto e 2 de setembro passado, no Deserto de Sal de Bonneville, localizado em Utah, nos Estados Unidos. A fabricante japonesa não reivindicou o recorde mundial para motos, até porque no vídeo do evento divulgado por ela no final de outubro diz ter atingido os 354,066 km/h (220.064 mph).

Publicidade
Publicidade

Porém, basta prestar atenção no velocímetro para ver cravar 400 km/h.

Quadro a quadro

Para isso, é preciso reduzir a velocidade do vídeo para 0.25 e observar o velocímetro na marca de 3min37s. A velocidade média na pista de 8 quilômetros de extensão na imensidão branca de Bonneville é, com certeza, menor, mas a máxima não deixa engano.

Basta assistir ao vídeo no final da reportagem e observar as imagens quadro a quadro. A Ninja H2R teve como piloto o japonês Shigeru Yamashita, de 46 anos, da Team 38 da Kawasaki.

Leia também

º Kawasaki Ninja H2 passa a ser vendida no Brasil apenas sob encomenda

º Nova geração do Chevrolet Camaro começa a ser vendida por até R$ 338 mil e surpreende

º Faraday FF91 é novo carro elétrico mais rápido do que o Lamborghini Aventador

º Ford Mustang e F-150 terão versões híbridas até 2020

A Ninja H2R

Ele acelerou forte a superbike, que foi ganhando velocidade na reta de uma mecas da velocidade no mundo.

Publicidade

A marca foi atingida no último dia do evento. A Kawasaki Ninja H2R é equipada com motor turbo de 998 cc, quatro cilindros em linha, que tem a potência máxima declarada de 310 cv a 14.000 rpm e 16,82 kgf.m de torque a 12.500 giros (165 Nm).

Porém, testes independentes em dinamômetro apontam que a moto entrega 326 cv. O câmbio é de seis velocidades. A moto, que no Brasil custa R$ 357 mil, não está homologada para andar nas ruas. Ela pode ser usada somente em circuitos ou locais fechados.

A Ninja H2R tem nova tecnologia de motores desenvolvida pela divisão Kawasaki Heavy Industries responsável pela concepção de motores, tecnologia e até mesmo produtos aeroespaciais. Ela tem rodas de 17 polegadas, com pneu 120/600 na dianteira e 190/650 na traseira, ambos full slick (totalmente liso, como nas motos de competição).

#KawasakiNinjaH2R