A grave crise financeira atravessada pelo Brasil faz com que muitas pessoas tenham o sonho de ter o seu carro zero adiado. Mas existem muitos bons modelos de carros populares com dez anos ou mais de uso que podem atender muito bem as suas necessidades, por menos de R$ 10.000.

Veja abaixo uma lista com 5 carros bons e baratos para comprar mesmo em meio a grave crise atravessada pelo país.

Fiat Siena 1.0 - 2001:

O #carro que é uma versão sedã do Palio, esse modelo sempre fez sucesso pela sua fácil manutenção, e também por ser bastante acessível. Um modelo 2001 pode custar apenas R$ 8 mil, com motor 1.0 a gasolina. Uma de suas maiores vantagens é o porta-malas bastante espaçoso.

Publicidade
Publicidade

Ford Fiesta sedan 1.0 2002:

Esse sedã é um modelo que sempre vendeu bem, e segue sendo produzido até hoje, na versão rocam, que está em linha de produção desde 2002. Por apenas R$ 8 mil você pode comprar o modelo de 2002, que possui motor 1.0 a gasolina. Sua principal vantagem é o ótimo espaço interno.

Peugeot 206 1.6 2000:

Esse modelo foi um dos maiores sucessos da Peugeot, tendo alcançado uma considerável popularidade em grandes centros do Brasil, especialmente no Rio de Janeiro. O carro segue sendo produzido, mas é denominado com 207. O modelo do ano de 2000 pode ser encontrado em lojas por cerca de R$ 10 mil. Um atrativo é o motor 1.6, o mais potente dos modelos apresentados nessa lista.

Chevrolet Celta 1.0 2002:

O modelo é um dos mais populares do Brasil, mas enfrenta queda nas vendas desde 2012.

Publicidade

Dá pra levar o modelo de 2002, na versão quatro portas, por menos de R$ 10 mil, sendo que o modelo de duas portas conta com um seguro mais barato. Seus principais atrativos são sua mecânica simples, além de ser econômico e bastante acessível.

Chevrolet Corsa Sedan 1.0 2000:

O carro que fez muito sucesso nos anos 90, ainda é produzido até hoje com o nome de Classic. O modelo zero quilômetro sai por R$ 25 mil. Por R$ 10 mil dá para comprar um modelo do ano 200, com um motor 1.0 a gasolina. A sua grande vantagem é ainda estar em linha. #2017 #Crise econômica