Publicidade
Publicidade
10

No último 14 de novembro, estreou #Star Wars: Os Últimos Jedi, reacendendo o interesse do grande público em relação ao universo fantástico iniciado em 1977. Além da ficção científica e o #Cinema como um todo, não há dúvidas de que a franquia tenha influenciado a música, a ciência, as artes plásticas, os brinquedos, os videogames (sobretudo os jogos de “navinha”) e até o mundo político-social.

Por exemplo, é inegável a importância de personagens fortes como a Princesa Leia para que meninas se espelhassem. Se ainda acha pouco, saiba que a disputa armamentista entre Estados Unidos e União Soviética durante a Guerra Fria foi apelidada de — adivinhe só! — Guerra nas Estrelas, envolvendo satélites espaciais e armas a laser.

Publicidade

Seria, então, impossível que a franquia não atingisse outra indústria pesadíssima: a automotiva. O design de muitos #Carros do mundo real remete aos veículos aquáticos, aéreos e terrestres, bem como alguns personagens da série. A partir daqui, abra uma aba com a nossa galeria de fotos:

Star Wars no Salão de Los Angeles

Em 2017, a Nissan apresentou um Rogue Sport com as cores e armas a laser da X-Wing, pegando carona no filme de nome similar do modelo: Rogue One. Com o sucesso do modelo, a montadora resolveu entrar de cabeça no tema para o Salão [VIDEO] de Los Angeles, com vários Altima “vestidos” a caráter para o lançamento de Os Últimos Jedi.

Desta vez, havia uma modelo com para-brisa lembrando a TIE Fighter e, nas suas rodas, hexágonos lembrando os painéis laterais da nave. Outras versões homenageavam o capacete prateado da Capitã Phasma e tinham asas e cores remetendo ao vilão Kylo Ren e sua nave, a TIE Silencer.

Publicidade

Além dos modelos, o stand da marca japonesa também contou com réplicas de X-Wings, interação com personagens do filme e uma oficina de naves, através da tecnologia de realidade aumentada.

Outras influências

Recentemente, a Mercedes entrou no clima e lançou a Edição Star Wars para o CLA 180. O modelo vem nas versões preto e branco, representando Darth Vader e os Stormtroopers, respectivamente.

Segundo Melvin Betancourt, diretor de design da Ford, Vader foi também a fonte de inspiração para o novo Mustang:

“A equipe queria fazer o novo modelo parecer mais agressivo, e um lugar onde achamos inspiração foi em um dos vilões mais famosos de todos os tempos. As narinas e os contornos retos da máscara de Darth Vader se tornaram a inspiração para as molduras dos faróis de neblina do Mustang e a forma de toda a dianteira do carro”, disse.

Muitos aspectos do Honda FC Concept, principalmente a dianteira, claramente foram inspirados em Boba Fett ou nos Clone Troopers. Não bastasse isso, como uma forma de demonstrar que os carros elétricos [VIDEO] são o futuro, um comercial de 2013 do Toyota Prius usou os galãs R2-D2 e C-3PO como garotos-propaganda.

Publicidade

Em carros do dia a dia (usando a imaginação)

Ainda sobre o Prius, a mais nova geração do modelo parece ter saído diretamente das “ruas” de Naboo. Além disso, suas angulares luzes de LED traseiras bem que se parecem com lightsabers, não? Já os carros com a grade de linhas horizontais e cromadas, como o Ford Fusion, lembram a máscara do vilão Kylo Ren.

Por falar em linhas retas, um Mitsubishi Lancer preto, com seu design agressivo e o tamanho e forma da grade lembrando o respirador da máscara de Darth Vader, poderia ser a versão viável do Darth Vader-móvel, lançado pela Hot Wheels. A partir de agora, sempre que vir um Lancer preto na rua, você cantarolará mentalmente o famoso tema do lorde sombrio dos Sith.

Basicamente, qualquer carro branco de detalhes pretos e com um design atual poderia ser chamada de versão automotiva para um Stormtrooper. No entanto, por causa da grade em evidência e das molduras redondas dos faróis de milha, note como os Ford Ka fabricados a partir de 2015 se encaixam bem nesse papel.

Para não ficar só no campo do design, a sexta geração do BMW Série 7 possui um sistema multimídia que pode ser controlado com simples gestos manuais, sem a necessidade de tocar no aparelho. Ao ver alguém usando essa tecnologia [VIDEO], a impressão que se tem é de que essa pessoa o faz através da psicocinese, como um Jedi.

O mundo automotivo como influência de George Lucas

Não só Star Wars influencia a indústria automobilística como o contrário também acontece. Por exemplo, em A Ameaça Fantasma, há uma sequência icônica de corrida entre Podracers, muito parecida com um rally.

O próprio diretor George Lucas é um entusiasta do universo automotivo. O clímax de seu primeiro filme, THX 1138, é uma cena de perseguição envolvendo vários esportivos Lola T70.

American Graffitti, seu filme anterior a Star Wars, é uma ode aos hot rods e às corridas de rua, mostrando a relação da cultura norte-americana com seus automóveis. O filme foi um sucesso tão grande que possibilitou a Lucas o financiamento suficiente para a realização de seu maior sucesso. Que a força dos motores esteja com você!