A importância das plantas para a melhora de qualquer local é amplamente reconhecida, especialmente quando o assunto é filtrar os poluentes presentes no ar.  A Nasa (National Aeronautics and Space Administration), em 1989, realizou uma pesquisa para identificar a capacidade das plantas na purificação do ar em espaços fechados. Um dos temas considerados pelo estudo, além do potencial de cada uma, foi o fácil acesso a elas.

Dentre os poluentes que as plantas possuem alta capacidade de filtrar estão o amoníaco, o benzeno, o formaleído, o tricloroetileno e o xileno. Bill Wolverton, coordenador do estudo, em entrevista à BBC Mundo, afirmou que os resultados da pesquisa permanecem válidos.

Publicidade
Publicidade

Ele ainda listou as 5 plantas mais indicadas para executar a limpeza do ar de uma residência. São elas:

Árvore-da-borracha

Nome científico: Ficus elástica.

Sua extrema resistência e seu elevado índice de transpiração são fatores que auxiliam na manutenção da umidade do ar. Sua eficácia foi comprovada na eliminação do xileno, toluene e benzeno. Também ajuda a filtrar o tricloroetileno e o formaleído.

Espada-de-São-Jorge

Nome científico: Sansevieria trifasciata.

Esta planta é muito usada na decoração de ambientes fechados. Sobrevive em condições bastante desfavoráveis, suportando temperaturas elevadas (40°C) e baixas (-5°C). Ela age fortemente contra o xileno, toluene, formaleído, tricloroetileno e benzeno.  

Jiboia

Nome científico: Epipremnum aureum.

Muito comum e fácil de obter, a Jiboia é resistente e não exige muita atenção – basta regá-la nas situações em que a terra estiver seca.

Publicidade

Sua eficácia é na absorção de benzeno, formaleído e xileno.

Lírio da Paz

Nome científico: Spathiphyllum

O Lírio da Paz não necessita de muita água nem muita luz. Além disso, vive por muito tempo e se desenvolve em temperaturas acima de 18°. Esta planta tem a capacidade de absorver todos os poluentes de ar relatados na pesquisa da agência espacial norte-americana.

Palmeira-Dama

Nome científico: Raphis excels

Cresce melhor em temperaturas médias e na ausência de luz direta, sua altura chega aos 3 metros. É eficaz no filtro do amoníaco, formaleído e xileno. #Natureza #Dicas #Sustentabilidade