A casa de uma empregada doméstica ganhou um prêmio internacional, concorrendo entre as 14 casas mais bem construídas do mundo: o ArchDaily Building of the year 2016.

A empregada doméstica, dona Dalvina Borges Ramos, 74 anos, economizou cerca de 150 mil reais para reformar sua casa, que já estava com a construção comprometida e que não a agradava muito. Com as suas economias, Dona Dalvina e o filho contrataram uma empresa especializada e tocaram a obra da tão desejada casa dos sonhos.

Dedicação e empenho

Dona Dalvina teve que ir morar na casa dos patrões junto com seu filho para que fosse possível reformar a casa que conseguiu comprar há mais de 25 anos.

Publicidade
Publicidade

O resultado desse trabalho realizado pela empresa de arquitetura fez com que a sua casa fosse escolhida a melhor do ano.

Mãos à obra

A empresa de arquitetura que fez a reforma na casa de dona Dalvina foi muito bem indicada. Ela não queria contratar para a reforma do imóvel um pedreiro ou um amigo do bairro onde ela reside, embora seja mais comum fazer dessa forma, mas ela preferiu a empresa e não se arrepende.

Para os profissionais construir a casa da dona Dalvina foram usados os blocos visíveis para todas as paredes, isso faz com que além de baratear a obra também trás uma construção simples e comportável, já que privilegia os espaços da casa construída, ou seja, algo diferente jamais visto no bairro, blocos bem alinhados em sua perfeição e sem o cimento borrado nas uniões entre eles.

Derruba e faz de novo!

Foi preciso dar fim à casa antiga, demolir mesmo, para poder dar início à nova construção, o resultado foi um bom aproveitamento dos espaços fazendo divisões agradáveis e foi feita uma pequena horta que harmoniza a casa trazendo um ambiente de natureza localizada na parte de cima da casa, mais precisamente em cima da sala.

Publicidade

A casa também tem um ótimo ponto de luz entre a cozinha e a área de serviço, os paisagistas trabalharam para aperfeiçoar um isolamento térmico na colocação da horta e jardim, para impedir a passagem direta das luzes do sol para dentro da casa.

A dona Dalvina aprecia o novo ambiente, mas pretende fazer novas economias para poder colocar um piso no chão da casa, pois acha que a aparência atual lembra sujeira e afirma que quer dar uma aparência mais alegre a ele.  #Decoração #Família #Arte