Hoje se fazem pesquisas para absolutamente tudo. Em uma delas, se descobriu que 90% dos americanos lavam o #frango antes de cozinhá-lo. Pois bem, com certeza, aqui no Brasil essa prática não é diferente. Quase todas as pessoas fazem esse procedimento com a #carne de frango e demais alimentos. O que poucos sabem é que, ao fazerem isso, podem estar cometendo um grande erro, que pode trazer sérios riscos à saúde.

O problema está relacionado a #contaminação cruzada, que é o deslocamento de micróbios causadores de doenças de um alimento contaminado (geralmente cru) para um outro alimento, que, na maioria das vezes, já está preparado e pronto para consumo. Se não for conduzida em perfeitas condições de higiene, e não for conservada adequadamente, a carne de frango, por ser rica em sais minerais, proteínas e, principalmente, umidade, acaba sendo um alimento com características essenciais para o desenvolvimento de bactérias e outros microrganismos.

Bactérias presentes no frango cru, como campylobacter e salmonela, podem causar diarreias e doenças que afetam diretamente a imunidade do nosso organismo. Porém, esses microrganismos são eliminados por completo após o cozimento do alimento, afastando, assim, o risco de provocarem doenças. O perigo está na lavagem do frango inadequadamente, por este conter essas bactérias.

Quando a água corrente da pia toca no alimento, abre a possibilidade de respingar o líquido possivelmente contaminado no restante da pia, bancadas, e outras partes da cozinha. Portanto, se outros alimentos prontos para o consumo estiverem nessas superfícies, certamente irá acontecer uma contaminação cruzada, e esse alimentos estarão, a partir daquele momento, contaminados e impróprios para serem ingeridos.    

Então, o que fazer? A dica é simples: sempre que você for manusear vegetais, frangos, peixes, carnes vermelhas, ou qualquer alimento cru, tire louças ou tudo que estiver limpo e pronto para consumo de perto. Após preparar o alimento, que tem a possibilidade de contaminação, basta lavar toda a pia. Isso vai evitar a contaminação cruzada dos alimentos, e, assim, evitar que você seja vítima de uma bactéria patogênica.