O feriado religioso da #páscoa é uma das datas mais importantes para os países autodenominados “cristãos” e não é diferente na Grécia, pequena em área geográfica, mas um gigante na contribuição à história mundial, cuja #Religião principal é a ortodoxa, praticada por cerca de 98% de sua população. É justamente nessa ocasião que se manifestam as tradições culturais e religiosas correlacionadas à tradição da Páscoa, como, por exemplo, o preparo do famoso “Tsoureki” pelos gregos (uma espécie de pão ou brioche da #Grécia). O tsoureki é um pão feito nas manhãs de quinta-feira da Semana Santa, anualmente, para ser consumido no domingo de Páscoa.

Logo na manhã da quinta-feira, as mulheres de toda a Grécia começam o trabalho meticuloso de preparar a massa para os pães tsoureki; sendo que algumas dessas produções finais serão decoradas com nozes e açúcar.

Publicidade
Publicidade

Dependendo da região e gosto da população grega, o tsoureki ganha nomes diferentes, tais como: "kofinia", "kalathakia", "doksaria", "avgoulas", "koutsouna", "kouzounakia" e tantos outros. O aspecto mais comum do pão tsoureki é o no formato de trança. Isso porque as tranças e seus nós têm origem nos tempos antigos do paganismo, quando o formato de alguns pães era destinado para afugentar ou até mesmo perseguir os espíritos maus, de acordo com a crença dos homens de outrora.

Na realidade, a tradição simboliza que o tsoureki seria a própria ressurreição de Cristo e o renascimento como um todo na sua forma mais ampla, e é justamente por isso que a farinha depositada no molde representa a vida se transformando finalmente no pão, dizem os gregos ortodoxos. Depois que o pão se encontra assado, geralmente é posto um ovo vermelho pintado no topo do mesmo, simbolizando o sangue derramado no Calvário por Jesus Cristo.

Publicidade

Pães semelhantes ao tsoureki são feitos desde o período da história bizantina, os quais eram chamados de "kollyrides", especialmente preparados para a época de Páscoa, que também já apresentavam um formato diferente e tinham um ovo vermelho no centro da massa.

A palavra tsoureki é originária do termo turco "corek", que se refere a qualquer pão feito com massa de levedura. Existem muitos tipos de corek, desde os salgados até os doces, que aparecem em várias formas e tamanhos, dependendo da região. O nome tsoureki foi adotado pelos gregos durante os 400 anos de ocupação selvagem dos turcos sobre a Grécia e, assim, o povo local começou a fazer sua própria versão de um pão doce feito com leite, manteiga e ovos.

Vale frisar que também os armênios e a população do Azerbaijão fazem um corek, que é um pão liso redondo, polvilhado com sementes de gergelim.

Hoje o tsoureki tornou-se uma massa que todo o ano surge em várias versões, tais como pães recheados ou cobertos com chocolate e nozes, creme, mergulhados em calda e assim por diante. Aceita degustar um pedaço do saboroso tsoureki e ainda por cima comemorar uma data importante para parte da humanidade?

Vídeo da receita de preparo de um tsoureki grego