A gastronomia grega é típica dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo, conseguindo reunir sabores e misturas, conforme os especialistas, da #Culinária dos países árabes, Turquia e Itália.

Para os menos entendidos no assunto, há pratos dos deuses que conseguem fazer com que a estadia dos turistas e visitantes na República Helênica seja inesquecível ou mesmo para quem tem a oportunidade de ir a um típico restaurante especializado na culinária grega fora do seu país de origem.

Exemplos de algumas iguarias gregas

Os peixes e frutos do mar

  • Polvo: os gregos servem o polvo de muitas formas, tais como ao vinagre, ceviche, grelhados com molhos diversos, acompanhados de lula, com diferentes tipos de peixes, camarões e lagostinhas.

Pastas e risotos

  • Risoto de frutos do mar: são pratos servidos em toda a #Grécia, mas principalmente nas ilhas jônicas, pois ficam mais próximas da Itália e sofreram forte influência da culinária italiana e do domínio veneziano de outrora na região.
  • Brusquetas: o preço médio de uma brusqueta ainda hoje é de 13 euros em Milos, que é uma ilha com serviços mais baratos. Já em Mykonos e Santorini, ilhas mais caras, o preço é de uns 18 euros.
  • Moussaka: trata-se de uma torta que leva como ingredientes batata, carne moída, berinjela, abobrinha e outros condimentos, cujo preço dessa maravilhosa torta varia de 6 a 8 euros; sendo que as porções servidas nos locais de vendas são bastante generosas, podendo servir duas pessoas facilmente.
  • Saladas: a salada grega é simplesmente divina, sendo constituída principalmente por alface, pepino, azeitona, cebola, pepino, tomate, temperos como orégano, queijo feta e muito azeite.

As saladas geralmente são acompanhadas do reconhecido e saboroso internacionalmente queijo feta, que é salgado, temperado com ervas como o orégano e banhado no maravilhoso azeite grego.

Publicidade
Publicidade

Outros pratos típicos

  • Gyros ou churrasquinho grego: prato popular também no Brasil, que é servido na Grécia no pão “pita”, que se assemelha ao pão sírio, batata frita e molho tzatziki, feito à base de pepino e alho.
  • Tortas salgadas: na ilha grega de Kefalonia existe uma torta bem típica feita com arroz e carne moída e uma outra recheada abundantemente com cogumelos; sendo que, as duas são simplesmente deliciosas.
  • Azeite: os azeites gregos são considerados pelos especialistas como um dos melhores do mundo e a sugestão é que se compre o azeite local que apresente 2% de acidez ou menos, pois são considerados os melhores.

Sobremesas

  • Churros grego: possui massa molhada e regada ao mel, mas sem recheio.
  • Baklava: não é uma sobremesa tão doce assim; entretanto, é uma delícia essa espécie de folheado com nozes e outros nuts sempre com muito mel, ainda mais quando é tirada quentinha do forno.
  • Kantaifi: semelhante a baklava, ambos são folheados, só que o kantaifi tem uns "fiapinhos" em cima e a baklava não.
  • Doces a base de mel: a Grécia é um país abundantemente em mel com muitos apiários e flores, permitindo que o povo produza e venda mel e doces caseiros de frutas, nozes, amêndoas e castanhas em barraquinhas pelas estradas e lojinhas de lembranças.
  • Iogurte Grego: muitas pessoas dizem ser o melhor que já provaram na vida, o qual é acrescido de muito mel, uma vez que costuma ser mais azedinho do que os feitos no Brasil. Tem também uma consistência mais densa e gordurosa do que o iogurte brasileiro, se assemelhando ao aspecto de um sorvete.
  • Sorvetes: existem muitos sorvetes na Grécia, [VIDEO] servindo para refrescar os turistas e habitantes do país nos dias mais quentes de primavera e verão.

Bebidas

  • Cervejas gregas: as cervejas locais são consideradas leves, lembrando um pouco as do Brasil, mas são feitas de puro malte e não levam arroz ou xaropes na sua composição. As mais conhecidas são a Alpha, Fix Hellas, Mythos e Kaiser.
  • Vinhos: há muitas fábricas de vinho na Grécia, sendo alguns bem famosos como os da ilha de Santorini e os do Peloponeso, região mais ao Sul do continente.
  • Ouzo, a Metaxa e a Masticha: são licores e aperitivos naturais e digestivos, mas como são bebidas doces, vale a pena tomar um cuidado especial na sua ingestão, principalmente quanto ao Ouzo, que é considerada a cachaça local, que ao se colocar gelo no copo com a bebida, essa passa do tom transparente para o leitoso.

De resto é só curtir a viagem de #Turismo para a Grécia com os sabores, fragrâncias e beleza de sua culinária típica.

Publicidade