De acordo com comunicado divulgado hoje (29) pela Roche, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA), autorizou, em caráter de urgência, que o grupo farmacêutico suíço, desenvolva um teste de detecção do vírus #Ebola.

Com o nome de 'LightMix Ebola Zaire Test', o teste pode detectar a presença do vírus Ebola nas amostras de sangue em até três horas. Uma resposta em tão curto espaço de tempo pode evitar que mais pessoas sejam vitimadas pelo vírus, pois a detecção rápida leva ao pronto início do tratamento necessário.

No momento, os testes de detecção têm procedimentos longos, caros (cem dólares) e complicados.

Publicidade
Publicidade

São realizados em doze laboratórios distribuídos por Serra Leoa, Guiné e Libéria.

Segundo o diretor de exploração da divisão diagnóstico da Roche, Roland Diggelmann, o novo teste de diagnóstico molecular será de fácil manuseio e ajudará as equipes de saúde. A presença do vírus será detectada de forma rápida e o tratamento será iniciado rapidamente.

O desejo da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que os novos testes tenham valor mais baixo, sejam mais simples e que sejam realizados a partir de amostras de sangue provenientes de um furo no dedo. E que o resultado seja dado em até trinta minutos.

O surto do Ebola

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, o número de mortos pelo vírus Ebola atingiu a preocupante marca de quase oito mil pessoas (7.842). Nos três países afetados pelo surto, mais de vinte mil pessoas foram infectadas até o momento, sendo 20.081 somente em Serra Leoa, Guiné e Libéria.

Publicidade

Hoje, o governo escocês confirmou um caso de pessoa infectada pelo vírus no Reino Unido. O infectado é um técnico sanitário, membro da equipe médica que estava ajudando a conter e combater o surto no oeste da África.  Ele (ou ela) trabalhou em Serra Leoa e foi diagnosticado com o vírus nesta segunda-feira (29) no Reino Unido. Ele está internado em um hospital em Glasglow, em área isolada.

O paciente vai ser transferido para o Royal Free Hospital, de Londres, assim que possível.