Samuel Tisherman, da Universidade de Mariland (EUA) e colaboradores afirma que, mesmo depois de algum tempo que o ser humano perde as forças vitais, não tem batimentos cardíacos e nem atividade cerebral, é possível revivê-lo através de uma técnica um tanto quanto revolucionária.

A técnica consiste na retirada de todo o sangue da pessoa para resfriá-lo até -20° C e depois de sanado o problema pelo qual a pessoa faleceu, esse sangue é colocado novamente no corpo e segundo os pesquisadores, quando atinge a temperatura normal de 30° C, os órgãos vitais voltam a funcionar.

Esse método já foi testado em animais e os cientistas dizem dar certo, apresentando como principal efeito colateral uma sonolência que passa horas depois de todo o processo.

Publicidade
Publicidade

Sabendo da complexidade do funcionamento do corpo humano, essa notícia nos deixa preocupados e duvidosos sobre os reais resultados desse método, uma vez que a simplicidade como foi descrito todo o processo de ressuscitação não é suficiente para nos fazer acreditar em tal feito e a partir daí surgem alguns questionamentos: Se é um método simples, porque nunca foi citado anteriormente? Qual é o custo-benefício? Quem poderá submeter parentes para esse propósito? E as questões éticas a esse respeito? Até que ponto o homem quererá ser Deus?

São implicações intrigantes, a começar pelo fato do corpo humano, principalmente o nosso cérebro, entrar em colapso quando perde a oxigenação por muito tempo, pois os danos são irreversíveis, já que nesse caso as células não se regeneram.

O que mais chama atenção é que técnicas avançadas de biotecnologia, que estudam especificamente o DNA, como a clonagem, as células tronco, o estudo do genoma humano, ainda não possibilitaram esse oportunidade de reviver uma pessoa, todas apresentam etapas em que não se sabe explicar a causa de algum tipo de deficiência ou até mesmo a função de vários genes, então como é possível essa técnica aparentemente simples dar certo com seres humanos?

Ultimamente o homem esqueceu todas as virtudes do Criador e tenta de todas as formas se tornar independente Dele e se tornar seu próprio criador, porém os seres humanos esquecem de que tudo o que ele cria tem propósitos positivos e negativos, mas tudo o que Deus criou funciona no mais perfeito equilíbrio, e embora o homem tente estudar e entender tudo que ocorre ao seu redor, ele não consegue obter a resposta de tudo.

Publicidade

#Religião