Proibido no Brasil, o Canabidiol teve sua liberação confirmada pelo Conselho Federal de medicinal para portadores de doenças neurológicas com convulsão de difícil controle. Contudo, o medicamento ainda é proibido pela Anvisa, que cede uma licença especial para a importação do produto. Uma semana é o tempo do trâmite legal para conseguir a liberação, custando o produto cerca de U$ 499,00, durando apenas trinta dias. Despesas arcadas pelo próprio paciente para a compra do canabidiol.
O remédio, que é um derivado da maconha para crianças e adolescentes no tratamento de crises de epilepsia para o controle do sistema nervoso, poderá somente ser receitado por neurologistas, neurocirurgiões e psiquiatras. A utilização do canabidiol será prescrita por um médico quando o paciente não responder ao tratamento com medicamentos convencionais contra as crises de epilepsia ou para complementar os medicamentos já utilizados, sem substituir a substituição do tratamento convencional.
Médicos e pacientes serão cadastrados no Conselho Federal de Medicina. Além da dosagem que deverá ser gradual, deverá ser informada a cada quatro semanas ao CFM a resposta do paciente frente a utilização do medicamento a base de maconha.

Vale ressaltar que o canabidiol é uma das substâncias da maconha (Cannabis sativa), pertencente ao grupo dos fitocanabinóides. Diferentemente da substância tetrahidrocanabidiol (THC), que é responsável pelos efeitos psicoativos e que causa maior grau de dependência do individuo, a utilização do canabidiol não causa qualquer tipo de dependência ou vício, podendo ser utilizada no tratamento de epilepsia, em crianças e adolescentes com quadros neurológicos graves.

A regra de utilização é apenas para o canabidiol, a utilização do produto in natura é vedada para qualquer utilização medicinal. Fica sob responsabilidade da Anvisa a avaliação do grau de pureza da substância. Embora o Canabidiol seja considerado um produto proibido frente a Anvisa, esta sendo sugerido que haja uma reclassificação, sendo chamada de substância sujeita a controle especial.