Se você é responsável por um negócio que comercializa produtos medicinais, sabe que seu sucesso está muito relacionado à maneira com a qual o armazenamento é feito. Na verdade, tudo começa com a aquisição de matéria-prima de qualidade, passa por um sistema de produção eficiente e encerra-se com um bom armazenamento e transporte do medicamento. Não adianta ter cuidado na hora de produzir e embalar seu produto se os galpões que o guardam não forem feitos da maneira correta, garantindo a integridade da mercadoria. É por isso que alguns procedimentos e regras devem ser seguidos na hora da construção e no dia a dia de um galpão. Vamos a eles?

1) Boas práticas de armazenagem

Todo galpão de estocagem precisa ter um manual de Boas Práticas de Armazenagem (BPA).

Publicidade
Publicidade

É nele que estarão as regras para garantir a qualidade do que está armazenado. Nesse manual, constarão: normas de estocagem, controle através de códigos de barra, entrada e saída, controle de temperatura, descarte de medicação, preocupação com lotes, validades, manuseio correto dos fármacos, entre outros. Tudo visando a melhoria e adequação da armazenagem para garantir um produto final seguro e de qualidade.

2) Gerenciamento de estoque

O gerenciamento de estoque eficaz não permite que lotes mais antigos fiquem "esquecidos" nas prateleiras. Os lotes mais novos devem ser colocados por último e os mais antigos enviados para os locais de venda. Com isso, é possível garantir que as medicações armazenadas sempre estejam com um bom prazo de validade.

3) Medicamentos com condições especiais

Alguns medicamentos precisam de condições de armazenamento diferenciadas.

Publicidade

Nesse caso, eles devem ficar em local separado, com o controle de temperatura correto de acordo com exigências das normas vigentes (Anexo II Art. 10 da Portaria 802/1998).

4) Mão de obra

Para que o manual de Boas Práticas de Armazenagem (BPA) seja seguido, é preciso investir em treinamento de funcionários. Os colaboradores precisam conhecer as regras para que possam agir de acordo com elas!

5) Local e temperatura

O local precisa ser estruturado de maneira que seja facilmente higienizado, pois isso está diretamente relacionado à qualidade e à conservação dos medicamentos. O ambiente precisa ser monitorado, resfriado, refrigerado ou congelado, de acordo com o que o medicamento exigir para que sua integridade seja garantida. Para isso, o controle da temperatura é de extrema importância, pois é necessário oferecer condições de estoque de acordo com o tipo de medicação. A temperatura elevada pode causar alterações da consistência, sabor, odor; desencadear o aparecimento de fungos ou até chegar a desintegrar o produto, influenciando na eficácia do medicamento. #Dicas