Este estudo teve como objetivo verificar o efeito do número de usos de dispositivos intravaginais de progesterona e do escore de condição corporal (ECC) sobre a taxa de concepção de vacas de corte Bos indicus submetidas a protocolos de inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Um total de 1.122 vacas multíparas da raça Nelore foi submetido a protocolos de IATF com base em dispositivos de progesterona novos, ou de segundo ou terceiro usos.

As fêmeas eram criadas a pasto em uma fazenda no Sul do Estado do Pará. No início do tratamento as fêmeas receberam dispositivo intravaginal de progesterona (DIB® contendo 1,0 g de P4; Intervet/Schering Plough), e aplicação de 2,0 mg de benzoato de estradiol i.m(Gonadiol®; Intervet/Schering Plough); após oito dias o dispositivo foi removido e foram aplicados por via i.m.

Publicidade
Publicidade

300 UI de eCG (Folligon®; Intervet/Schering Plough), 7,5 mg de PGF2α (Veteglan Lueolítico®; Hertape Calier Saúde Animal), 1,0 mg de benzoato de estradiol (Gonadiol®; Intervet/Schering-Plough) como indutor de ovulação; 48 horas após a retirada do dispositivo as fêmeas foram inseminadas.

A avaliação do ECC considerou a escala entre 1 e 5 (Freitas J. R. Bras. Zootec. 37, 116-121). Para quantificar o efeito do ECC sobre a prenhez, todas as vacas submetidas à IATF foram separadas em 2 grupos: fêmeas com ECC entre 2,0 e 2,5; e fêmeas com ECC entre 2,75 e 4,0 ao início do protocolo. Os resultados obtidos entre os grupos de implantes e de ECC foram analisados por análise de variância (ANOVA), usando o programa Statistical Analysis System versão 9.2.

Foi considerada diferença quando P<0,05.

Publicidade

Do total de 1.122 fêmeas inseminadas, 573 vacas ficaram prenhez, o que representou uma taxa de concepção de 61,06%. As taxas de concepção em relação à quantidade de utilizações dos dispositivos intravaginais foram 60,00%a (198/330) para os dispositivos novos, 51,71%b (227/439) para os de segundo uso e 41,93%b (148/353) para os de terceiro uso (P<0,0001).

As fêmeas que apresentaram ECC entre 2,75 e 4,0 apresentaram taxa de concepção de 69,75%a (385/552), maior do que os 32,98%b (188/570) observados para as vacas que apresentaram ECC entre 2,0 e 2,5 (P<0,0001).

Conclui-se que a utilização de dispositivos intravaginais novos mantém melhores índices de concepção à IATF em relação a utilização de dispositivos usados. Conclui-se também que #Animais com ECC abaixo de (≤2,5) não apresentaram bons índices reprodutivos, sugerindo que apenas animais com boa condição corporal (>2,75) devam ser utilizados em programas de IATF. #Curiosidades #Pecuária