Em agosto de 1962 foi regulamentada a profissão de Psicólogo (a) no Brasil. A lei publicada no dia 27 daquele mês reconhece a atuação do profissional, além de dispor sobre cursos superiores de Psicologia e estabelecer condições mínimas para o exercício da profissão.

Depois de mais de meio século, o número de profissionais em psicologia chega a 250 mil em nosso país. Isso dá em torno de um profissional para cada 800 habitantes, número bem superior ao encontrado na Argentina, que tem uma cultura mais próxima à ciência psi, que é de um psicólogo para menos de 150 habitantes.

Apesar de a psicologia ainda estar presente na fantasia das pessoas como sendo uma ciência que cuida de doidos, menos de 40% desses profissionais atuam na área da Psicologia Clínica, que é a área que se encarrega de atender os pacientes que levam a pecha de doentes mentais.

Publicidade
Publicidade

O restante se divide em áreas diversas como a Escolar, a Esportiva, Organizacional, Docência, Pesquisa, Social, Jurídica, Treinamento, Comunitária e outras.

A psicologia, ao contrário do muita gente pensa, não é uma ciência da saúde, e sim uma ciência humana. Humana por lidar com pessoas, em todas as suas áreas de atuação.

O grande vínculo que ela tem com a saúde mental vem de suas origens, em trabalhos e pesquisas junto a médicos que estudavam a loucura e o comportamento humano.

A demanda pelo trabalho de um profissional da psicologia é grande e não há profissional para tanta procura, principalmente, nas unidades de saúde.

A atuação desse profissional é ampla e o seu resultado é visto na melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Dado importante a ser ressaltado é que grande parte da demanda responsável pelas vagas ocupadas por crianças e adolescentes nas unidades de saúde, atualmente, é oriunda da escola por esses alunos apresentarem dificuldades no aprendizado.

Publicidade

Por isso o Conselho Federal de Psicologia faz pressão junto aos legisladores, na Câmara de Deputados, para que as escolas sejam obrigadas a terem no seu quadro de profissionais pelo menos um psicólogo.

É necessário que a sociedade absorva o trabalho desse profissional para que muitos problemas afetivos e comportamentais sejam amenizados ou mesmo evitados. A onda de violência escolar em forma de bullying é uma mostra da necessidade de atuação de gente especializada nesses locais, inclusive para orientação das famílias.

As mudanças em nossa sociedade se darão com o tempo. A cada ano centenas de psicólogos saem graduados das faculdades para ingressar no mercado de trabalho. E a cada ano dezenas de novas ações e oportunidades são criadas para a atuação do psicólogo, portanto, você deverá, em breve, cruzar com um desses profissionais no seu dia a dia, se ainda não já o fez.

Melhor dizendo, é mais fácil encontrar uma profissional, afinal, quase 90% do mercado psicológico é formado por mulheres.

Publicidade

O compromisso da Psicologia é com a construção de uma sociedade justa e consciente. Com gente feliz e com saúde, todos vivem bem melhor. #Curso