Todos os anos, os litorais brasileiros se tornam um conglomerado gigante de águas-vivas. Estes seres, que também são animais, são reconhecidos como organismos bastante primitivos - se é que a biologia permite assim dizer - por não apresentarem inúmeras características evolutivas julgadas como essenciais para os animais pelos homens. Principalmente na estação verão, estas criaturas fantásticas vivem a incomodar os banhistas, urticando-os (fenômeno do qual um água-viva intoxica um outro animal, seja por defesa, seja por predação que na língua popular é conhecido como queimação). Conheça agora algumas de suas muitas características e descubra #Curiosidades veementes sobre estes animais. 

As águas-vivas são animais totalmente de vida marinha, ou seja, apenas se apresentam em água salgada, não vivendo em lagos ou rios, portanto, não trazendo risco algum aos banhistas destes mesmos ambientes. Elas também podem variar de poucos centímetros até numerosos trinta e cinco metros, com pesos exorbitantes, tamanha a quantidade de água nelas presente, como é o caso da maior água-viva do mundo - conhecida como juba-de-leão, por apresentar morfologia próxima - que o tamanho chega a 35 metros com quase 600 quilogramas. Elas também podem ser muito prejudiciais a nossa saúde, contudo, não nos atacam, apenas fornecem defesa caso se sintam intimidas pela nossa presença. Pode parecer nada muito grave, mas se você encontrar com uma água-viva acima de 30 cm, o perigo já se torna amplo, visto o grau de ferimento que você pode vir a sofrer.

Mas estes organismos não apresentam apenas coisas ruins, eles também são encantadores, apresentam inúmeras cores, refletidas - pela quantidade de água presente no animal, também fornecem um equilíbrio na vida marinha e nos dão as vistas mais lindas de todo o planeta terra, os corais do oceano. Sim, eles são feitos pelas águas vivas em formato de pólipo - ou seja, seu formato fixo em substrato. 

Além de todas estas características, eles são fluorescentes no mais primitivo oceano e apresenta sim um sistema nervoso, bem como nós temos, só que com menos estruturas. Portanto, são animais fascinantes e merecem o respeito, o cuidado e a preservação de todos os homens! Cuidem delas e se cuidem! #Natureza