Estar com 20 kg acima do peso, para uma pessoa, já não é bom. Imagine para um cão da raça dachshund? Dennis, um cachorro morador de Ohio, nos Estados Unidos tinha passado dos 30 kg, o que é extremamente preocupante, já que se trata de um cão de porte pequeno e que deve ter no máximo entre 13 e 14 kg.

Tudo começou quando o tio da tutora do animal ficou um tempo cuidando dele. Para tentar dar o melhor para o animal, ele acabou dando comidas iguais às que ele comia, e muitos pratos gordurosos. O resultado foi em um cão extremamente obeso que não conseguia se mover sem arrastar o abdômen no chão.

Ao voltar para a sua dona, Dennis foi levado para tratamento e começou um período de intensos exercícios seguidos de dieta equilibrada orientada por médicos veterinários.

Publicidade
Publicidade

Pouco a pouco ele foi perdendo peso e em doze meses de exercícios e dieta já está com 13 kg, peso ideal para a raça. O cão perdeu 19,5 Kg.

Esperto e feliz, consegue subir e descer escadas com facilidade, além de brincar e se divertir, coisa que com o sobrepeso não era possível. Porém, ele não deixou de gostar de comer e muito. Sempre que sente um cheiro de algo diferente que comer, mas agora, a dona regula, não dá e segue a dieta correta para poder garantir a saúde e a sobrevivência do seu animal.

Dennis pode, hoje, ser considerado um cão saudável e com uma vida normal, graças à atenção dada pela sua dona e ao trabalho da equipe que o atendeu, examinou e determinou a alimentação e os exercícios adequados. A tutora, Burton, contou ao jornal "Daily Mail" que está muito satisfeita com o resultado do tratamento e com a melhora obtida na vida de Dennis.

Publicidade

Conta que ele sobre escadas e desce com facilidade, coisa que não fazia com a obesidade.

A obesidade em #Animais é algo sério e que precisa de tratamento e controle. #Cães como Dennis, que sofrem com uma alimentação errada, além de aumentarem os riscos de doenças cardíacas e metabólicas, não conseguem ter uma vida como os demais cachorros, com disposição para correr e fazer simples movimentos no dia a dia. Alimentação adequada e exercícios são essenciais para evitar o problema.