Uma grande novidade para as mamães de plantão neste verão é o peitolé ou, como também é chamado, tetolé. É um picolé de leite materno que, além de refrescar, alivia as dores e inchaços das primeiras dentições em crianças.

Grupos de amamentação e informações sobre o novo produto andam sendo lançadas por todo lugar. O produto é natural, já que utiliza do leite materno próprio da mamãe para ser feito, contudo, médicos orientam que haja precaução na utilização, principalmente sobre a higienização durante o processo de elaboração.

É sempre bom perguntar ao pediatra sobre novas fontes e formas de alimentação para a criança, como forma de aliviar as dores e o excessivo calor desse verão.

Publicidade
Publicidade

No início, essa prática pode até ser vista com certo repúdio pela criança pelo próprio desconforto do produto ser gelado, mas, aos poucos, o sabor passa a ser reconhecido e não há criança que resista em levá-lo até a boca. Tudo é uma questão de costume e degustação!

O assunto não é recente; há muito tempo integra grupos de debate sobre amamentação em redes sociais, como é o caso de mamães que fazem sorvete para seus bebês com leite materno. A receita utilizada é a mesma, com algumas modificações: as quantidades são diminuídas e não se utiliza açúcar nem leite de vaca. O leite materno é unânime na composição do sorvete.

Além de próprio leite materno, mães inserem frutas no composto. Contudo, a recomendação geral alerta para os cuidados na preparação desses produtos a base de leite materno, uma vez que a contaminação durante o processo de elaboração pode ocorrer.

Publicidade

A recomendação, tanto para peitolé quanto para sorvetes ou outros produtos gelados na alimentação, é que seja ingerido por bebês com idade acima de seis meses, uma vez que poderá causar lesões das mucosas e língua da criança porque o produto possui baixa temperatura. Todo cuidado é pouco durante a preparação. A higiene deve ser tida em todos os processos, desde a retirada do leite materno até o armazenamento.

Para a mãe, os banhos diários, além de um ambiente bem arejado, tornam o leite materno menos susceptível a contaminação. Lavar bem as mãos com água e sabão para a ordenha do leite são passos prioritários, além dos recipientes de acondicionamento do leite estarem esterilizados e com as tampas devidas para o não contato com o oxigênio.

O leite resfriado deve ser levado imediatamente ao refrigerador em temperatura de 0ºC a 4º C e jamais ser colocado na porta, e sim sempre ao fundo da geladeira para o correto acondicionamento. O período de consumo do produto é de 48 horas quando colocado no refrigerador. Se ele for acondicionado dentro do freezer, o consumo deve ser feito em até 15 dias. Após o leite ser retirado em sua forma de gelo, deve descongelar naturalmente em temperatura ambiente. #Família