Consta em uma afirmação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que há 5% de açúcar no consumo de calorias diárias. O que corresponde a 25 gramas, equivalente a se ingerir seis colheres das de chá da substância. Passando disso, torna-se ingestão abusiva ou uso abusivo. Passando disso, caminha-se para a obesidade e a diabetes. A contenção de desejos pelo açúcar, portanto, é necessária.

Encontramos açúcar, considerada substância de alto valor calórico, principalmente nos produtos industrializados, tais como biscoitos, chocolates, balas e refrigerantes. Em sequência, em menor quantidade, o açúcar é encontrado em frutas (parece ironia?), e também em alimentos salgados, principalmente em pães e massas.

Publicidade
Publicidade

Entre esses, também pizzas, pastéis, croquetes, empadas e outros conhecidos, guardadas as proporções.

Aliás, os carboidratos em geral, transformam-se em açúcar, quando chegam ao organismo humano. É o caso das batatas, mandiocas, inhame, pães e massas. Geralmente a fome nos faz consumir esses alimentos em doses exageradas. O fato esquecido por nós é que são alimentos que contêm açúcar.

FRUTOSE

Impressionante é que o açúcar está presente nas frutas, e há pessoas que exageram no seu consumo. É que a frutose, sendo o açúcar natural das frutas, deve ser consumido sem excessos. Quem ingere uma manga, por exemplo, estará consumindo frutose correspondente a três colheres de sopa, o que não é pouco. Já os produtos industrializados contêm sacarose, mais conhecida como açúcar refinado. Nesses incluem-se os biscoitos recheados, os doces e bolos, principalmente os produzidos em padarias, quase sempre consumidos em mais de uma só unidade ou em uma só fatia, conforme o caso.

Publicidade

Lembrete: uma fatia de bolo contém duas colheres de sopa de açúcar.

Há informações que amenizam a culpa dos que consomem alimentos com açúcar. Os que se utilizam de açúcar como cristal, refinado, demerara, mascavo. É desolador dizer que nutricionistas consideram que não há diferença entre eles. É tudo açúcar.

A grande questão do consumo do açúcar está relacionada ao dia a dia. O maior ou menor consumo de açúcar é medido pela balança. O maior consumo nos torna "gordos", de peso excessivo. Estar com peso excessivo não é bom para a saúde. É apresentar um quadro de obesidade. Conselho: Consultar um médico. Acontecerá, na consulta, a solicitação de um exame de glicemia pelo qual se identificará o nível de glicose. E é bom lembrar que os que consomem grande quantidade de açúcar têm a propensão de adquirir diabetes. É bom evitar esse mal.

CONSELHOS

Primeiramente, evitar açúcar refinado. Não há necessidade de se tomar medicação para esse efeito. Mas o ideal é consumir alimentos sem açúcar.

Publicidade

Uma dieta estabelecida e assistida por um nutricionista é melhor ainda. Pessoas com diabetes: Praticar hábitos saudáveis redobrados.

Em segundo lugar, não permitir que alimentos com açúcar façam parte de "vícios" e se tornem alternativas de substituição de pequenas decepções ou de livramento de estresse. Muito açúcar produz serotonina, substância que dá uma sensação de bem estar até virar vício, difícil de ser vencido. Tenhamos uma vida saudável!