Desde os primeiros momentos da vida de um bebê o leite materno é o alimento completo contendo tudo que precisam para sobreviver.

Porém, a partir dos seis meses de vida as necessidades começam a mudar e outros nutrientes precisam ser adicionados à dieta dos pequenos. É hora de introduzir verduras, frutas, legumes e cereais, mas o processo deve ser gradativo e é preciso ficar atento. Alguns alimentos podem ser perigosos por serem passíveis de provocar alergias, entre outras reações.

Confira abaixo alguns alimentos que merecem atenção:

  • Mel

O alimento pode vir contaminado com esporos da bactéria Clostridium botulinum, responsável pela transmissão do botulismo intestinal.

Publicidade
Publicidade

No primeiro ano de vida, a flora intestinal ainda não consegue ter defesas para barrar a ação dessa bactéria. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) recomendou a não utilização do mel na alimentação de crianças menores de um ano, após um estudo encontrar colônias dessa bactéria em 7% das amostras colhidas em seis estados brasileiros.

  • Açúcar refinado

Altamente calóricos e pobres em nutrientes, essas são as premissas dos açúcares refinado e mascavo. A ingestão em excesso aumenta a concentração de insulina no sangue e eleva a quantidade de adrenalina, causando irritabilidade, ansiedade, excitação e dificuldade de concentração. Nos pequenos, essas reações podem ser potencializadas, assim como o desenvolvimento de cárie nos dentes e inflamação nas gengivas.

  • Refrigerantes

Ricos em açúcar, corantes, conservantes, sódio e outros ingredientes químicos, os refrigerantes podem ser um veneno para todas as idades.

Publicidade

Estudos recentes revelaram que crianças apresentaram alterações na capacidade de concentração após ingestão da bebida.

  • Café

Composto basicamente por cafeína, o café é uma bebida estimulante do nosso sistema nervoso central. Ela libera adrenalina e outros hormônios das supra-renais, além de impedir que nosso organismo absorva outros nutrientes presentes nos alimentos como ferro, extremamente importante para os bebês.

  • Leite comum

Os perigos da ingestão de leite comum é a quantidade excessiva de proteínas de difícil ingestão pelo organismo dos bebês. Elas podem irritar a mucosa intestinal causando desde perda sanguínea nas fezes à anemia. A quantidade de sódio presente na bebida também pode afetar as funções renais dos pequenos.

  • Produtos industrializados

Toda a praticidade oferecida pelos produtos industrializados pode se transformar em problemas de saúde para os bebês. Aditivos químicos, aromatizantes, conservantes, corantes e estabilizantes são só alguns dos elementos presentes nesses alimentos, que podem causar desde uma simples reação alérgica a problemas mais graves nos bebês.

Publicidade

Lembre-se de que crianças têm o organismo sensível para lidar com todas essas químicas.

  • Frutos do mar

Ostras, mariscos e outros frutos do mar podem provocar reações alérgicas nos bebês, além disso são mais suscetíveis à contaminação por poluentes, microrganismos e toxinas presentes no ambiente. Os frutos do mar podem transmitir o vírus da hepatite A para as crianças. #Dicas