Devido ao avanço da idade, a pele começa a sofrer alterações como diminuição de espessura da epiderme e derme, redução do teor de hidratação natural e perda de fibras de sustentação. Essas alterações resultam em pele com aspecto ressecado, flácida e com rugosidades.
Diante da tentativa de alterar estes aspectos, a cada dia aumentam as exigências pelo desenvolvimento de novas técnicas cirúrgicas e novos procedimentos estéticos invasivos e não invasivos. Como muitas pessoas temem os riscos dos procedimentos cirúrgicos, os demais tratamentos estéticos são uma alternativa viável para transformar e manter a #Beleza da pele. Um dos artifícios utilizados na estética é o uso dos bioativos. Você conhece esses materiais?
  • Ações dos Bioativos
Os bioativos são substâncias ativas que participam de reações biológicas específicas. Portanto, no corpo humano, podem agregar uma variedade de benefícios para a saúde e beleza da pele. Essas substâncias podem ser inseridas na pele de modo invasivo por meio de dispositivos injetores, ou ainda, de forma tópica por meio de produtos cosméticos.
Independente do modo pelo qual os bioativos alcançaram o seu local de atuação, essas substâncias reagirão de modo específico com as características de suas moléculas. Assim, existem bioativos com características antioxidantes, despigmentantes, anti-inflamatórias, antissépticas, cicatrizantes, renovadoras celulares ou lipolíticas, por exemplo.
  • Bioativos Antioxidantes
Vamos focar nos bioativos antioxidantes e nos bioativos renovadores celulares (renovadores cutâneos). Os antioxidantes são capazes de reagir com os radicais livres (RLs), impedindo que eles reajam com as células. Assim, um maior número de células fica protegido e continua realizando as suas funções biológicas. Portanto, os bioativos antioxidantes minimizam os danos provocados pela oxidação celular provocada pelos RLs.
Dentre as principais substâncias empregadas na área estética e que apresentam propriedades antioxidantes, destacam-se: vitamina C, vitamina A, vitamina E, coenzima Q10, ácido lipoico, chá-verde, coffeberry, extrato de acerola, extrato de manga, flor de girassol, ginkgo biloba, licopeno, semente de uva e soja.
  • Bioativos Renovadores Cutâneos
Os bioativos renovadores celulares são substâncias capazes de promover estímulos no processo de renovação dérmica e epidérmica, ou ainda, estimular células específicas, como por exemplo, os fibroblastos. Ao estimular essas células, tem-se o aumento dos teores de colágenos e elastina na pele. Consequentemente, nota-se melhora nos quadros de flacidez e rugosidade cutânea.
Alguns bioativos com funções de renovação celular são: AHA´s (alfa-hidroxiácidos), renew zime, retinol, vitamina B5, elastinol, hidroxiprolisilane C, matryxil, pó de opala e silicium P.