Nas farmácias de Itajaí, no litoral de Santa Catarina, o repelente se tornou item indispensável para os clientes. A dengue volta a se tornar um problema de ordem pública no início de 2015. O município já registrou 107 casos da doença até esta quinta-feira (19) e outras 143 pessoas aguardam resultado de exames, podendo aumentar este número.

A Vigilância Epidemiologia luta agora para conscientizar a população, que tem nos terrenos baldios o maior inimigo. A Prefeitura de Itajaí declarou situação de emergência no dia 29 de janeiro, quando 23 pessoas foram diagnosticadas com dengue. Para o combate ao mosquito, a Defesa Civil do município trabalha com uma central de denúncias.

Publicidade
Publicidade

A população tem sido fundamental para ajudar a encontrar focos do mosquito. Os bairros com maior incidência da doença são Cordeiros e São Vicente, que somam 90% dos casos registrados.

Além dos bairros mais atingidos, outras localidades, como o cemitério municipal, recebem mutirão de limpeza. Os alvos são entulhos, terrenos baldios, casas abandonadas e lugares que acumulem água parada e possam servir como foco da doença.

Dengue no estado

De acordo com boletim divulgado na última quarta-feira (18) pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica do governo catarinense (Dive), estão confirmados 134 casos de dengue em Santa Catarina em 2015.

Do total, 109 foram transmitidos em Itajaí (107 residentes Itajaí, um morador de Balneário Camboriú e outro de Blumenau, mas que contraíram a doença em Itajaí), outros 21 casos foram contraídos em outras partes do Brasil.

Publicidade

E 386 casos suspeitos estão aguardando resultado de exame laboratorial.

Prevenção

A dengue é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti e a proliferação ocorre por meio da água parada. Latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos, lixeiras, vasos de planta, garrafas, pneus e alguns tipos de planta como as bromélias representam um grande perigo e devem ser esvaziados ou tratados com frequência.