Com a mudança do horário de verão é comum as pessoas ficarem com a sensação de cansaço e indispostas, nesses casos é necessário reduzir a intensidade dos exercícios. Toda e qualquer alteração no fuso horário provoca mudanças no corpo, as consequências são sentidas principalmente no sono, a tendência é cair um pouco da quantidade e qualidade.

Não é à toa, isso se dá devido à dificuldade de sintetização ou recuperação e construção de algumas moléculas, gerando assim cansaço e indisposição. Essa situação exige cuidados com os treinos após fim do horário de verão.

Na verdade o fim do horário de verão costuma ser menos prejudicial que o início, pois todos têm a ideia de ganhar 1 hora a mais, porém isso é somente no primeiro dia, depois o corpo dá sinais de irregularidades.

Publicidade
Publicidade

Principais sintomas:

Diminuição da quantidade de horas dormidas;

Diminuição da qualidade do sono;

Dificuldade tanto para dormir como acordar no horário estimado;

Cansaço;

Dores de cabeça;

Em alguns casos até risco de desidratação.

Para adaptar essa situação aos treinos o ideal é manter o horário habitual, por mais que o cansaço bata, nos primeiros dias será até benéfico, pois vai acelerar o metabolismo e a adaptação que poderia ser mais lenta acontece naturalmente.

Atenção

Caso os sinais causados com o fim do horário de verão sejam acentuados, melhor diminuir o volume do treino em até 20%. Se necessário também diminua a intensidade.

Para quem costuma treinar na parte da manhã a sensação de ganhar mais um tempinho dura mais, trazendo mais disposição, pois os dias começam a ficar mais claros por volta das 5 horas, o que reduz a produção da melatonina, um dos hormônios do sono.

Publicidade

O que pode incomodar com a claridade chegando antes é a temperatura, que aumenta mais cedo também. Por outro lado, para quem costuma treinar as 18:00 vem a vantagem de já começar o processo do anoitecer, com isso diminui a temperatura e aumenta a umidade do ar.

A pior sensação acaba sendo para quem opta por treinar após as 21:00, pois o cansaço, sonolência e indisposição atacam a partir daí, isso por que o corpo já está sentindo que está próximo do horário de dormir, ativando a produção de melatonina.

Cada organismo age de uma forma, então cabe as pessoas analisarem e ouvirem as mensagens enviadas pelo corpo, tomando assim as precauções necessárias e ideais para si mesmas. Ninguém melhor que nós mesmos para conhecer o próprio corpo e suas necessidades. #Dicas #Curiosidades