A osteoartrose no joelho é uma doença de caráter inflamatório e degenerativo, que provoca a destruição da cartilagem articular, gerando como consequência dor, deformidade e limitação dos movimentos. Esse tipo de enfermidade é complicado para o ser humano, pois o priva, em parte, de uma das coisas que mais proporciona liberdade, sua locomoção sem restrições.

Esse problema começa a partir da segunda década de vida, mas as alterações degenerativas só se tornam evidentes a partir dos 55 anos de idade, sendo que a doença é mais acentuada nas mulheres. Outro problema comum é em relação ao excesso de peso, que gera um aumento da pressão sobre a articulação, o que a sobrecarrega funcionalmente.

Publicidade
Publicidade

A dor é produzida pela inflamação gerada pela irritação articular, causada por corpúsculos soltos, pequenas lesões ou derrame articular. No começo é uma dor leve e contínua, que vai aumentando gradativamente e a articulação do joelho pode apresentar um rangido seco e uma sensação áspera, palpável e audível. Nas fases mais avançadas há produção de osteófitos (bicos de papagaio) e espessamento capsular, deixando a articulação aumentada.

A depender dos sintomas apresentados pelo paciente, e após avaliação clínica, o tratamento pode ser feito de forma conservadora ou cirúrgica. Abaixo segue a relação dos procedimentos a serem feitos, de acordo com o tratamento que será utilizado.

Algumas medidas conservadoras mais comuns no tratamento são as seguintes:

  • Repouso - para diminuir a compressão articular;
  • Controle do peso - para evitar a sobrecarga articular;
  • Terapia medicamentosa - o uso de anti-inflamatórios orais;
  • Infiltrações - injetando suspensão de corticoides dentro da articulação para reduzir a dor e o edema;
  • Fisioterapia - com o objetivo de diminuir o processo inflamatório.

O tratamento cirúrgico é considerado quando outras opções de tratamento não são suficientes para aliviar a dor e a incapacidade de movimento.

Publicidade

Como medidas cirúrgicas, existem os seguintes métodos: #Terceira Idade #Medicina

  • Artroscopia (cirurgia a laser) - promove a limpeza articular, onde são retirados os corpos livres (fragmentos ósseos, de cartilagem, de menisco etc.), acarretando na diminuição do processo inflamatório e de dor;
  • Artroplastia total do joelho (prótese) - é a substituição das partes degeneradas dos ossos e cartilagens, por material metálico biocompatível, e por superfícies plásticas (polietileno), que são desenhadas para restaurar o movimento do joelho e suas funções, possibilitando que a articulação possa voltar a ter uma mobilidade próxima ao normal, e sem dor.