A Casa Branca anunciou nesta sexta-feira (27) um plano de cinco anos para combater a ameaça de germes resistentes a antibióticos, em meio a temores de que uma vez tratáveis ​​estes germes podem se tornar mortal.

A exposição repetida a antibióticos pode levar a germes a se tornarem resistentes às drogas, Os Centros de Controle de Doenças e Prevenção de Doenças (CDC por sua sigla em Inglês) estimam que as bactérias resistentes aos antibióticos causam 23 mil mortes por ano no país.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que no ano passado as bactérias resistentes aos antibióticos se espalharam para todos os cantos do mundo, e que podem levar a um futuro onde as infecções que antes eram menos constante agora podem chegar a matar.

Publicidade
Publicidade

A resistência a antibióticos é uma ameaça a saúde do homem, como também uma ameaça a saúde dos animais, da agricultura e da economia.

Em entrevista com o site WebMD, o presidente Barack Obama disse que a prescrição excessiva de antibióticos é um problema sério.

"Estudos têm demonstrado que rotineiramente o abuso ao uso de antibióticos nos Estados Unidos é desnecessário", disse ele. Obama disse que espera que seu plano para criar um sistema que revela em tempo real, a taxa de uso de antibióticos e onde tem havido relatos de resistência às drogas. "Se nós podemos ver onde esses medicamentos são prescritos em excesso, podemos direcionar nossa intervenção onde ela é mais necessária."

O objetivo da Casa Branca é prevenir e conter focos de infecção nos Estados Unidos e também em outros países.

Publicidade

Propõe-se a manter a capacidade de antibióticos existentes para combater a doença e desenvolver novos tratamentos.

O plano é o resultado de uma ordem de Obama, que assinou em setembro um plano para se formar um grupo de trabalho sobre o assunto. Obama também pediu ao Congresso para que se dobrasse o financiamento para combater a resistência aos antibióticos.

Os críticos dizem que seria preferível que a Casa Branca fosse mais enérgica, especialmente no que se refere aos antibióticos usados ​​em animais, nos quais suas carnes são processadas ​ para o consumo humano. A Food and Drug Administration (FDA) pediu para as empresas farmacêuticas eliminarem a produção de antibióticos para promover o crescimento em animais.

Enfim pode-se dizer que o governo americano tem se movimentado para combater o uso indiscriminado de antibiótico no país.