Divulgada essa semana pela revista ‘Nature’, um estudo que aumenta as perspectivas da existência de vidas extraterrestres no Sistema Solar. O anúncio gira em torno de duas descobertas, sendo numa lua de Saturno e a outra, numa lua de Júpiter.

Utilizando um Telescópio ‘Espacial Hubble’, cientistas alemãs descobriram que a maior das luas jovianas, chamada Ganimedes, tem presença de água, possuindo um vasto oceano, a presença está sob sua superfície congelada.

Já Saturno teve a descoberta realizada pela sonda Cassini, que órbita o planeta desde 2004,a modesta lua, que possui apenas 500 km de diâmetro, apresenta evidências que, sob um oceano oculto de Encélado, uma fonte hidrotermal está presente.

Publicidade
Publicidade

A descoberta é de grande importante pra a ciência, já que muitos pesquisadores creditam que a vida na Terra surgiu por meio de fossas hidrotermais. Para Gabriel Tobie, pesquisador da Universidade de Nantes, a descoberta da existência de uma fonte hidrotermal em Encélado é o ponto chave para que buscas por vidas em outros planetas sejam iniciadas, uma vida que a revelação mostra ambientes similares que podem ser possíveis a presença de vida.

A análise foi confirmada quando a composição de um dos anéis de Saturno foi realizada, sendo possível revelar que a superfície de Encéfalo possui material ejetado de fissuras, ou seja, pequenos grãos de silicato (rochas) evidenciaram que fossas hidrotermais sob um oceano oculto de Encélado existiam.

Com a descoberta, esperanças no campo da ciência sobre novas formas de vida passa a ser levantadas, uma vez que água na forma líquida é vista como a condição essencial para que haja o desenvolvimento de novos seres, o fato também é visto com olhos positivos pelos pesquisadores, diante da descoberta feita em Ganimedes.

Publicidade

A investigação realizada e que resultou na descoberta de um oceano sob a crosta de gelo foi devido a medição da interação do campo magnético que alua possui com o fluxo de partículas presentes no Sol, possibilitando inferir abordagens para a descoberta.

A descoberta chocou pesquisadores, que relataram que a espessura média da camada líquida de água salgada em Ganimedes e de cerca de 100 km, ou seja, comparada aos oceanos terrestres, é cerca de 10 vezes mais.

Uma outra lua joviana, chamada Europa, também já tinha evidenciado a presença de um oceano subterrâneo, e pesquisadores já tinham levantado a possibilidade do mesmo caso em Ganimedes, contudo, a confirmação só aconteceu essa semana. #Curiosidades