Se depender de uma pesquisa realizada pelo cientista David Veale, do King's Colllege of London, os homens podem ficar sossegados quanto às dimensões da sua anatomia peniana. O estudo, realizado na Inglaterra e publicado na conceituada revista científica BJU International, compilou dados de 15.521 homens e constatou que o tamanho médio do órgão sexual masculino é de 13,12cm, quando em ereção, e de 9,16cm, quando em repouso. A circunferência média do órgão flácido é de 9,31cm, e de 11,66cm, em estado de ereção.

Medo de não ser "normal"

Para o pesquisador, este levantamento pode auxiliar muitos homens preocupados excessivamente com o tamanho de seus órgãos genitais, o que muitas vezes provoca sérios conflitos psicológicos e emocionais, como o denominado Transtorno Dismórfico Corporal (TDC), quando o indivíduo tem uma percepção do próprio corpo diferente da realidade.

Publicidade
Publicidade

Alguns ficam complexados e ansiosos, achando que as pessoas estão reparando no volume de seu órgão, não só nos vestiários masculinos ou na praia, mas, também, até em reuniões sociais. E isso, segundo especialistas, é motivo de muito desconforto e até pode levar o homem a retrair-se e evitar contatos físicos com outras pessoas.

Pesquisas realizadas em consultórios de urologistas demonstram que, em cerca de 98% dos casos, as medidas penianas dos pacientes é perfeitamente normal, não havendo motivo para pânico mesmo se o órgão se apresenta um pouco abaixo ou acima das medidas-padrão, pois, na verdade, trata-se de médias. Assim, um órgão ereto de dez centímetros de comprimento é considerado perfeitamente normal. Os chamados micropênis, que são muito raros, alcançam menos de sete centímetros em ereção.

Publicidade

Brasileiros estão em vantagem

Órgãos sexuais masculinos com 20cm ou mais, como costumam apresentar atores de filmes pornográficos, são minoria e alguns apresentam anomalias, como o do célebre John Holmes. A propósito, os médicos fazem um alerta: desconfiar de qualquer desses tratamentos "miraculosos", tão comuns em anúncios em sites pornôs na internet, que, além de não trazerem qualquer resultado positivo quanto ao aumento peniano (alguns prometem aumento de sete ou até mais de dez centímetros...), muito pelo contrário, podem provocar sérios comprometimentos anatômicos e no próprio funcionamento do órgão, podendo levar a perdas de ereção e outras anomalias. No Brasil, não existe nenhum método aprovado pela Sociedade Brasileira de Urologia.

No que diz respeito às estatísticas em nosso país, alguns dados divulgados por entidades médicas estimam que o órgão sexual médio do brasileiro esteja entre 12cm, quando flácido, e 16cm , quando ereto. Ou seja, o comprimento médio seria de 14cm.

Publicidade

Assim, em muitos casos, os homens brasileiros estariam acima da média mundial.

Mesmo na "sociedade do espetáculo" em que vivemos, em que o culto ao corpo e a busca da perfeição e da beleza são tão valorizados, os homens podem ficar descansados: na grande maioria dos casos, não há nada de errado com eles. E, no fim das contas, o que importa é a performance, e não o tamanho do órgão. #Curiosidades