Espalhada por todo o Brasil, a dengue tem feito várias vítimas e, algumas delas são fatais. No último dia 16, a Secretaria da Saúde de São Paulo informou que um morador do Jardim Miriam, que fica na Zona Sul da cidade de São Paulo faleceu. Era um menino de apenas 11 anos de idade.

Além da intensificação no controle de vetores realizada pelos órgãos competentes, pesquisadores de várias instituições procuram alternativas que possam ajudar a combater a doença. Dentre os estudos existentes há um realizado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) que está desenvolvendo uma vacina contra dengue.

As pesquisas começaram em 2013 e hoje está em uma nova fase, na qual será testada em pessoas.

Publicidade
Publicidade

Para isso, a USP está em busca de voluntários que aceitem receber a vacina nessa fase de teste. A intenção dos estudiosos é de que em 3 anos os postos de saúde já tenham essa vacina disponível para a população.

De acordo com informações dadas pelo professor de Medicina Esper Kallas ao portal G1, aproximadamente 160 pessoas já aceitaram receber a vacina nessa segunda etapa da pesquisa, mas esse número precisa aumentar. Os resultados e a tolerância têm sido bons, o que leva a equipe a acreditar que ela é muito segura.

Feita com o vírus da dengue enfraquecido, para que a segunda etapa da pesquisa possa ser completada, a universidade precisa ainda de 140 voluntários nos próximos 6 meses. Depois disso, há uma terceira etapa a ser cumprida na qual 15 mil indivíduos receberão a vacinação.

Publicidade

Para ser voluntário é necessário ter entre 18 e 59 anos. Os interessados devem entrar em contato com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo manifestando o interesse. Uma triagem será agendada antes da aplicação ser realizada.

Algumas pessoas têm efeitos colaterais, mas nada grave. As queixas mais frequentes foram de vermelhidão na pele e um pouco de dor no corpo. Todos os voluntários são acompanhados pela equipe da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo que está realizando a pesquisa.